Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Saúde

Em Recife, quem recusar vacina terá agendamento bloqueado por 2 meses

Prefeitura diz que medida visa impedir que a população escolha substâncias específicas.

Navy Medicine | Flickr

A prefeitura do Recife/PE anunciou, nesta segunda-feira (5), que irá bloquear o agendamento de cidadãos que recusarem a vacina contra a Covid-19 de um laboratório específico.

A medida restritiva terá duração de 2 meses. De acordo com o prefeito João Campos (PSB), o profissional responsável pela aplicação do imunizante terá um “botão” para acionar quando alguém não quiser tomar a substância.

Após isso, a recusa será sinalizada no sistema ‘Conecta Recife’ e a pessoa ficará impedida de receber a vacina por 60 dias. O bloqueio deve entrar em vigor ainda nesta semana.

AO REDOR DO PAÍS

Em outras localidades do Brasil, medidas semelhantes foram adotadas, como por exemplo em São Bernardo do Campo, no interior paulista.

Desde a última quinta-feira (1º), quem se recusar a tomar um determinado imunizante vai para o fim da fila e só poderá retornar após a aplicação em todo o público adulto.

Até o final de sexta (2), pelo menos 21 pessoas tinham assinado o termo de recusa e foram para o fim da fila.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).