Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

57% dos jovens muçulmanos na França dizem que a lei islâmica está acima das leis do Estado, diz pesquisa

Uma pesquisa da Fundação Jean-Jaurès revelou o crescimento impressionante da influência do Islã na educação francesa.

A pressão islâmica continua a aumentar e mais da metade dos jovens muçulmanos – 57% – dizem que a lei islâmica “está acima das leis do Estado”, segundo revela a pesquisa.

No último trimestre, o Governo de Emmanuel Macron contabilizou quase 800 “incidentes” em escolas causados ​​por muçulmanos.

Também há autocensura entre professores, vítimas de violentas pressões de estudantes e famílias muçulmanas. Após a decapitação, em outubro passado, do professor de história e geografia Samuel Paty por ter mostrado caricaturas de Maomé em uma aula sobre liberdade de expressão, quase metade confessa a autocensura.

Na França, um país com 67 milhões de habitantes, cerca de 5 milhões de cidadãos são muçulmanos e outros 8 milhões são “de origem árabe muçulmana”, segundo o Observatório de Secularismo. O islamismo já domina bairros e enclaves de grandes cidades onde a lei francesa não prevalece.

 

Comentários

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

Mundo

Contratos de trabalho foram interrompidos em virtude de lei aprovada em agosto.

Mundo

Anne Hidalgo disse que quer concorrer em 2022 por uma chapa socialista.

Saúde

Sistema combina três funções importantes: controle motor intuitivo, cinestesia de toque e preensão, a sensação intuitiva de abrir e fechar a mão.

Mundo

Extremistas islâmicos do Talibã tomaram Cabul no fim de semana passado.