Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

“A luta pelos Direitos Humanos para mim é inspirada no maior de todos os mestres: Jesus Cristo”, diz Damares Alves

A ministra Damares Alves, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, divulgou em suas redes sociais que não tem dificuldade alguma em conciliar a luta pelos Direitos Humanos à visão conservadora.

Damares perguntou aos seus seguidores em sua rede social: “Qual é o primeiro direito humano?”. Ela mesmo respondeu em seguida: “O direito à vida. Então sendo conservador ou não, temos que lutar pelo direito à vida. Não vejo nenhum conflito nisso”, disse Damares Alves.

De acordo com a ministra, o acesso à educação, à moradia e à água são direitos humanos. Portanto, as pautas de direitos humanos não entram em conflito com o fato de Damares ser religiosa ou conservadora. “Pelo contrário. Jesus Cristo foi o maior defensor dos Direitos Humanos do planeta Terra. Jesus Cristo veio para os excluídos. Veio restaurar a dignidade da mulher na sociedade”, disse Damares.

“Jesus Cristo esteve com os abandonados, com os pobres, falou de igualdade e falou de direitos. Então eu me inspiro nEle. A luta pelos Direitos Humanos para mim é inspirada no maior de todos os mestres: Jesus Cristo”, disse a ministra.

Em seguida, Damares publicou em sua rede social um provérbio bíblico, que a inspira a trabalhar ainda mais pelos Direitos Humanos.

“Abre a tua boca em favor dos que não podem se defender; sê o protetor dos direitos de todos os desamparados!” Provérbios 31.8.


O Conexão Política é um portal de notícias independente. Ajude-nos a continuarmos com um jornalismo livre, sem amarras e sem dinheiro público » APOIAR

Comentários

Correspondente internacional na Europa.

Governo

Segundo a revista Veja, pelo menos 23 parlamentares do país asiático estiveram em Brasília.

Governo

Secretaria Nacional de Justiça enviou materiais informativos para reforço das ações em pontos estratégicos do país.

Mundo

Evangelista diz estar animado para educar outras pessoas. Ele promete expor redes bancárias que fazem parcerias pró-aborto.

Exclusivo

“Ser livre é o que me permite lutar por aqueles que não são”, diz a ativista conservadora.

----- CLEVER ADS -----