Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

ANÁLISE: O fenômeno Bolsonaro em Manaus

Imagem: Reprodução

Já virou rotina na vida de Jair Bolsonaro as viagens para diversos pontos do país e até mesmo do mundo. Nesta quinta-feira (14/12), Bolsonaro chegou em Manaus. A recepção foi calorosa e no melhor estilo “mito” possível.

Jair Messias Bolsonaro chegou por volta de 11h00, foi diretamente para os braços do povo. Fez um breve discurso em um carro de som na frente do boneco “megamito”, de 12 metros. Depois seguiu para um hotel onde descansou e fez uma palestra sobre a Amazônia. De noite, participou de uma formatura no colégio da Polícia Militar do Amazonas.

Figuras ilustres

Antes de Bolsonaro chegar na cidade, outras figuras apareceram, entre elas o cantor Wanderley Andrade, que demonstrou apoio ao político. Também estava na recepção o Capitão da Polícia Militar, Alberto Neto, aclamado pelos jovens por ser um policial exemplar nas redes sociais e na carreira militar.    

Conversamos com um dos líderes do Movimento Direita Amazonas, Nilvan Mendes, responsável pela recepção do presidenciável na cidade.

Recepção

CP: Qual é a quantidade de pessoas que vocês esperam para a recepção?

Nilvan: Aproximadamente entre 4 mil a 5 mil pessoas.

CP: Como vocês conseguiram um boneco de 12 metros de altura do Bolsonaro? Qual o próximo destino dele?

CP: Esse boneco é fruto de uma colaboração de vários movimentos pelo Brasil, cada movimento deu uma parte financeira para fazê-lo, ainda não tem algum movimento que pediu o boneco, mas esperamos que em breve ele já estará em outro lugar pelo Brasil.

CP: O Direita Amazonas tem alguma ligação política com o Estado?

Nilvan: Gosto muito de frisar isso, o Direita Amazonas é um movimento apartidário, não fazemos aliança com políticos, estamos trabalhando em prol da Direita no Estado.

Chegada

Jair Bolsonaro chegou e foi recepcionado por um aeroporto lotado, enquanto não chegava o povo gritava palavras de ordens, “Globo Lixo”, “Bolsonaro cadê você, eu vim aqui só pra te ver”, “Lula ladrão, teu lugar é na prisão”, “Eu vim de graça”, “Bolsonaro já ganhou”, “1, 2, 3, 4, 5 mil, queremos Bolsonaro presidente do Brasil”. Cantaram o Hino Nacional duas vezes e ficaram na ansiedade. Já era 10h50 da manhã e cerca de 10 mil pessoas estavam esperando pela sua chegada. O resultado não foi outro, quando o deputado atravessou a porta, nem as barreiras colocadas aguentaram o peso de um povo querendo mudança. Rapidamente colocaram Bolsonaro sobre o ombro e levaram até o boneco de 12 metros; uma correria, gritaria e alvoroço marcaram essa recepção, chinelos e sandálias ficaram pelo caminho.

Pequena palestra

Ao subir no carro de som, Bolsonaro falou para o povo. Tocou no assunto da BR-319, e falou que:

“Se depender de mim, o exército entrará, e concluirá a obra que os militares começaram”. 

Perguntaram se ele daria carta branca para policial matar, a resposta foi:

“Darei carta branca para policial não morrer”. 

Confirmou uma possível aliança com Israel e informou que pactos comerciais com Venezuela e Cuba serão extintos.

Assista ao vídeo de Bolsonaro em Manaus!

Comentários

Conexão Política é um veículo digital inteiramente comprometido com a cobertura e a análise das principais pautas sobre política nacional e internacional | contato@conexaopolitica.com.br

Governo

Declaração do presidente foi confirmada pelo dirigente do partido.

Mundo

Ditador afirma que declarações do brasileiro sobre a Covid-19 são “loucuras típicas de um extremista de direita”.

Governo

Segundo o mandatário, o governo está autorizado a começar construção da linha de transmissão.

Governo

Presidente afirma que atos farão parte de "um momento ímpar para o futuro" do país.