Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Aras arquiva ação de Bolsonaro contra Moraes sobre abuso de autoridade

Procurador-geral não discutiu o mérito da questão, apenas alegou duplicidade de procedimentos.

Senador Roberto Rocha | Flickr

O procurador-geral da República, Augusto Aras, determinou nesta quinta-feira (26) o arquivamento do pedido de investigação protocolado no órgão pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) contra o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

O chefe do Ministério Público Federal (MPF) decidiu não entrar no mérito das alegações trazidas na petição, apenas frisou que há pedidos repetidos, tendo em vista que o mandatário também encaminhou à Suprema Corte uma outra solicitação de abertura de inquérito contra o magistrado.

“Em face do exposto, tendo em vista o aspecto formal descrito e para evitar duplicidade de procedimentos, determino o arquivamento desta notícia-crime”, diz o despacho.

Integrantes da Procuradoria-Geral da República (PGR) avaliam que a decisão é saudável para Aras, uma vez que, ao deixar de afirmar que inexiste indícios para investigar Moraes, o procurador não se indispõe totalmente com Bolsonaro.

Ao tempo tempo, ao barrar o andamento do procedimento, Augusto Aras não entra em choque com o STF, à medida que não endossa as acusações proferidas pelo presidente da República.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Política

Arquirrival do petista, Bolsonaro também é esperado para a solenidade em Brasília.

Judiciário

Associação alega que há uma inércia do Procurador-Geral da República.

Política

Conversa de 50 minutos foi classificada como "cordial" e "sem tensões" por assessores.

----- CLEVER ADS -----