Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Atentado em catedral na Indonésia deixa pelo menos 20 feridos

Neste domingo (28), ocorreu um ataque terrorista suicida na ilha indonésia de Sulawesi, que tinha como alvo cristãos católicos que saíam de uma catedral após a missa do Domingo de Ramos.

A explosão ocorreu do lado de fora da Catedral do Sagrado Coração de Jesus em Makassar, capital da província de Sulawesi do Sul, quando os fiéis estavam saindo da igreja, no início da Semana Santa.

Segundo várias mídias, relatórios iniciais informam que pelo menos 20 fiéis ficaram feridos na explosão na catedral da Arquidiocese de Makassar.

O Frei Wilhelmus Tulak, que celebrou a missa, disse que a explosão ocorreu por volta das 10h30 (horário local).

O padre explicou que o terrorista, que chegou de motocicleta, tentou entrar na catedral, mas foi impedido pelos seguranças. Outros relatos afirma que havia dois perpetradores.

A Associated Press (AP) informou que obteve um vídeo de um celular mostrando partes de corpos perto de uma motocicleta em chamas nos portões da catedral.

A BBC relatou que o ataque ocorreu na entrada lateral da catedral. Segundo a mídia britânica, o prefeito de Makassar, Danny Pomanto, disse que teria havido muito mais vítimas se o terrorista tivesse realizado o ataque na entrada principal da igreja.

Makassar é o quinto maior centro urbano da Indonésia, a nação de maioria muçulmana mais populosa do mundo.

Em maio de 2018, uma “família” de terroristas suicidas atacou três igrejas, incluindo a Igreja de Santa Maria Imaculada, em Surabaya, a segunda maior cidade da Indonésia.

Comentários

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

Saúde

Sistema combina três funções importantes: controle motor intuitivo, cinestesia de toque e preensão, a sensação intuitiva de abrir e fechar a mão.

Governo

Segundo o governo, trata-se de um ataque ransomware, em que os invasores geralmente pedem dinheiro em troca de dados sequestrados.

Judiciário

Ela é acusada de ser a mandante do assassinato do próprio marido.

Judiciário

Ex-deputado foi preso por decisão do ministro Alexandre Moraes, do STF.