Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Caio Coppolla ironiza: “Este governo não é aquele que não sabia articular?”

O analista político e comentarista da rádio Jovem Pan utilizou como exemplo as medidas provisórias 870 (reforma administrativa), 873 (contribuição sindical) e 871 (anti-fraude do INSS)


Nesta terça-feira (4), na edição do programa ‘Morning Show’, da rádio Jovem Pan, o analista político e comentarista Caio Coppolla ironizou as críticas que o governo Bolsonaro vinha recebendo sobre articulações junto ao Congresso Nacional.

Coppolla utilizou como exemplo as medidas provisórias 870 (reforma administrativa), 873 (contribuição sindical) e 871 (anti-fraude do INSS), todas aprovadas recentemente pelos parlamentares. 

Num dado momento da sua explanação, ele afirmou:

“Eu fico me perguntando, mas este governo não é aquele que não sabia articular e que não tinha maioria? 55 senadores votaram a favor [da MP 871]. Isso é superior à maioria qualificada”.

Posteriormente, Caio falou sobre as manobras do Centrão para desidratar as MP’s editadas pelo Executivo (a exemplo da MP-870, que foi aprovada, mas sem o COAF no Ministério da Justiça).

“O denominador comum dessa história é que o centrão não opera por interesse público, mas ainda assim é possível dar um pouquinho de ‘lama’ para eles se afundarem e refestelarem enquanto o Brasil avança aos poucos. Que essas criaturas do pântano aproveitem bem as migalhas e os restos que nós ainda somos obrigados a dar pra eles.”

ASSISTA AO VÍDEO COMPLETO


O Conexão Política é um portal de notícias independente. Ajude-nos a continuarmos com um jornalismo livre, sem amarras e sem dinheiro público » APOIAR

 

 

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Economia

Cobertura das partidas do Mundial será feita pelas redes AM e FM da emissora.

Política

Declaração ocorre após o ex-juiz oficializar entrada no cenário político.

Governo

Declaração do presidente foi confirmada pelo dirigente do partido.

Política

Anúncio foi feito nesta quinta-feira (4).