Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Campanha de Joe Biden admite que Hunter Biden está sob investigação do Departamento de Justiça dos EUA por possíveis crimes fiscais

O filho do candidato democrata à presidência dos EUA, Joe Biden, Hunter, está sob investigação tributária do Departamento de Justiça americano, admitiu a equipe de campanha de Biden-Harris na quarta-feira (9).

“Eu soube ontem pela primeira vez que o Gabinete do Procurador dos EUA em Delaware informou meu advogado, também ontem, que eles estão investigando meus assuntos fiscais”, disse Hunter Biden em um comunicado.

A existência da investigação de Hunter Biden foi relatada pela primeira vez dias antes da eleição de novembro, em outubro, por James Rosen de Sinclair.

O FBI teria interrogado o parceiro de negócios de Biden, que virou denunciante, Tony Bobulinski. Ele alegou que a família Biden está comprometida pelos chineses comunistas.

“EXCLUSIVO: Tony Bobulinski diz a Sinclair que foi interrogado por seis agentes do FBI, com advogado presente, por cinco horas em 23 de outubro, listando-o como uma ‘testemunha material’ em uma investigação em andamento focada em Hunter Biden e seus associados. Seus telefones celulares foram examinados”, escreveu James Rosen, em 29 de outubro.

Os escândalos envolvendo a família Biden em atividades comerciais internacionais potencialmente criminosas surgiram em meados de outubro, quando o The New York Post começou a publicar histórias, baseadas em material encontrado em um laptop de Delaware, aparentemente abandonado em uma oficina local. O Departamento de Justiça dos EUA (DOJ) apreendeu o laptop como parte de uma investigação federal de lavagem de dinheiro.

Sinais de que os profundos conflitos de interesse de Hunter Biden podem incluir mais substantivamente seu pai, candidato à presidência, muito mais profundamente do que o relatado anteriormente, começaram a surgir um mês antes, quando os senadores republicanos divulgaram as conclusões de uma investigação de três anos. Os investigadores do Senado, liderados pelo senador de Iowa, Chuck Grassley, com o senador de Wisconsin, Ron Johnson, sinalizaram transações importantes com autoridades chinesas por atividades criminosas, ao mesmo tempo em que Hunter Biden foi acusado de receber US $ 3,5 milhões da esposa do ex-prefeito de Moscou.

O congressista republicano do Colorado, Ken Buck, pediu um conselho especial para investigar a família Biden.

Comentários

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

Economia

Para ele, Magalu pode ser protagonista no processo de digitalização do varejo no país.

Mundo

Regime comunista diz que games devem promover “valores corretos” a serviço do PCC.

Mundo

Principal ameaça são os spams, responsáveis por metade das invasões.

Mundo

Rasmussen Reports mostra diferença de dois dígitos entre ex-presidente e atual mandatário.