Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Chequer diz que Damares mistura religião com política e não reconhece aborto como questão pública

Imagem: Weber Sian | A Cidade

O candidato a governador pelo estado de São Paulo, Rogerio Chequer (NOVO), deu uma declaração polêmica através do Twitter.

Para ele, o nome de Damares Alves, indicada para o ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, é um grande equívoco. 

Chequer diz que, a futura ministra, mistura religião com política e falta nela o “reconhecimento do aborto como questão de saúde pública”.

“Algo há de ser feito no caso da ministra Damares. Seja pelas declarações que misturam religião com política, pela falta de reconhecimento do aborto como questão de saúde pública, pela ausência de experiência em gestão, ou pela nao representatividade entre mulheres. Não dá”, escreveu.

Imagem: Reprodução

Após o comentário, Rogerio Chequer tornou-se alvo de críticas nas redes sociais.

Além de comentários que expressavam “nojo” ou pediam alguma atitude de outras autoridades do Partido Novo, internautas fizeram também análises com outras temáticas.

Para outros internautas, o Novo abraçou algumas pautas consideradoras como oportunismo eleitoral.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Judiciário

Congressistas querem verba eleitoral em R$ 5,7 bi, mas sigla aponta inconstitucionalidade.

Governo

Segundo o MFDH, todos os tripulantes estavam sob condição de voluntários em programa social.

Política

Christian Lohbauer critica comportamento da direção e insistência na defesa do impeachment de Bolsonaro.

Política

Declaração foi proferida durante palestra no evento 'CPAC Brasil', em Brasília.