Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Ciro chama Mourão de ‘jumento de carga’ e fala sobre militares em possível governo: “Eu mando, eles obedecem”

Imagem: REUTERS

Na sabatina de O Globo, Ciro Gomes afirmou que se Jair Bolsonaro for eleito em outubro, deixará a política.

O ex-governador do Ceará quer as Forças Armadas altivas e bem-armadas, mas restritas a suas funcionais constitucionais, sob o seu comando. Segundo ele, no seu governo, militar não pode falar de política.

“Eu mando, eles obedecem”. E ainda atacou o vice de Bolsonaro: “um jumento de carga”, disse sobre o general Mourão.

Sobre a análise do Comandante Villas Boas que próximo presidente pode não ter legitimidade, devido ao caos político no cenário atual, Ciro foi ainda mais extremista.

“Estaria demitido e provavelmente pegaria uma “cana”. Mas deixa eu explicar, ele está fazendo isso para tentar calar a voz das “cadelas no cio” que embaixo dele estão se animando com essa barulheira. Esse lado fascista da sociedade brasileira. Esse general Mourão, que é um jumento de carga, tem uma entrada no Exército e agora se considera tutor da nação. Os brasileiros têm que deixar muito claro que quem manda no país é o povo”, disse o político.

Leia a entrevista na íntegra!

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Política

Solicitando esclarecimentos, Forças Armadas falam em ‘transparência’ e ‘segurança’.

Últimas

Condutor penetrou a área de segurança e só foi parado após agentes dispararem contra pneus.

Governo

Ministro Barroso, do STF, determinou a apresentação do comprovante para viajantes que vêm ao Brasil.

Judiciário

Ações acusavam a chapa eleita em 2018 de abuso de poder econômico.