Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Cláudio Castro anuncia toque de recolher e novas restrições para o comércio do Rio de Janeiro

O governador interino do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PSC), anunciou na tarde desta sexta-feira (12) que vai publicar uma minuta de decretos com ações restritivas no estado do Rio de Janeiro.

O decreto já entra em vigor nesta sexta-feira e pertence até a próxima quinta-feira (18).

“Recebi prefeitos, majoritariamente da Região Metropolitana, e colocamos o que foi conversado na reunião da manhã para que a gente pudesse fazer decreto estadual, e ter uma política estadual unificada de enfrentamento ao covid-19”, disse em coletiva de imprensa na sede do governo, no Palácio Guanabara, em Laranjeiras, Zona Sul do Rio.

Cláudio Castro também informou que municípios e o governo estadual decidirão até a próxima semana sobre a suspensão das aulas presenciais.

“Definimos que decidiremos até semana que vem. Não iremos fechar hoje e vamos definir com os prefeitos até semana que vem, numa situação de colaboração. Somos um único estado. Talvez essa seja a grande mensagem”, afirmou o governador.
Entre as restrições estabelecidas pelo decreto estão:

• Vedada circulação em praças públicas entre 23h e 5h;
• Vedadas boates, casas de espetáculo, rodas de samba; drive-ins continuam;
• Bares e restaurantes podem funcionar até 23h com 50% da capacidade, municípios podem restringir este horário;
• Serviço de delivery, take away e drive-thru sem limitação de horário;
• Vedado o funcionamento de pistas de dança;
• Comércio funcionará em horário escalonado;
• Vedada venda de bebida alcoólica em banca de jornal;
• Zoológicos, parques, museus academias, casas de fesa e recreação infantil devem funcionar com 50% de capacidade;
• Ampliação ao incentivo ao home office, principalmente para idosos e pessoas com morbidades.

Comentários

FALE COMIGO: davy@conexaopolitica.com.br — chefe de redação do Conexão Política e natural do Rio de Janeiro (RJ).

Economia

Foram mais de R$ 492 milhões em créditos, um aumento de 17% em relação a 2020.

Economia

Apesar de positivos, resultados ainda não voltaram ao patamar de 2019.

Política

Castro garantiu que enviará informações ao governo e que chegará a 'denominador comum' com Ministério da Economia.

Política

Projeto tem como objetivo integrar bairros formais e informais, por meio de ações sociais e de segurança pública.