Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Com estimativa em alta, safra de grãos 2021/22 deve ser 6,4% maior que a anterior

271,8 milhões de toneladas serão colhidas, aponta Conab.

Paz Arando | UnSplash

Saldo positivo. O volume de grãos colhidos na safra 2021/22 deve ser de 271,8 milhões de toneladas, conforme o mais novo levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O montante representa um aumento de 6,4% em relação à safra anterior.

A estimativa, divulgada pelo governo federal, foi projetada no 8º Levantamento da Safra de Grãos 2021/22. Conforme os números, haverá um aumento de cerca de 2,5 milhões de toneladas em relação à estimativa passada.

A intensificação na produção é resultado da maior área plantada de milho na segunda safra, além do desenvolvimento positivo no final do ciclo das lavouras, aponta o Conab, que destacada o protagonismo do arroz, do milho e da soja.

“Mais de 70% da produção do milho vem da segunda safra. Ela é quase uma corrida porque tem o plantio da soja e colheita para o plantio do milho na mesma terra, e ela é sempre pontuada por períodos de chuva, instabilidade climática”, relata o diretor-executivo de informações agropecuárias e políticas agrícolas da Conab, Sergio De Zen.

O milho, conforme a expectativa, deve alcançar uma produção de 116,19 milhões de toneladas, tendo elevação de 33,4% em comparação com a safra 2020/21.

Para a Conab, a janela mais alongada para o plantio da segunda safra, somada às condições de mercado, favoreceu o crescimento de área do milho. Em do setor plantado da safra de grãos, a 8° sondagem projeta que a área total é estimada em 73,7 milhões de hectares, equivalente a um crescimento de 5,6% se comparada à safra anterior.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Economia

Em tendência de alta, previsão de maio é 0,6% maior do que a estimada em abril.

Últimas

IBGE diz que alta decorre da expansão do algodão, do trigo e do milho.

Política

Exportações do setor cresceram 57,5% em relação a janeiro de 2021.

Política

Em evento realizado na Fiesp, presidente defendeu mudanças na legislação ambiental.