Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Defesa de Lula insiste e quer que STF julgue pedido de liberdade nesta terça-feira

Imagem: Reprodução

Além de entrar com agravo no TRF-4, a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a decisão do ministro Edson Fachin da última sexta-feira, quando ele negou por motivos processuais o pedido de liberdade do petista, que seria julgado pela Segunda Turma na terça-feira.

Os advogados insistem para que o caso seja julgado amanhã, último dia de sessão do colegiado neste semestre. Se o pedido não for atendido, Lula só terá outra chance de ver um recurso apreciado pelo STF a partir de agosto, quando terminar o recesso do Judiciário.

A defesa do presidiário argumenta que o mesmo encontra-se preso “há cerca de 80 dias” com base em uma condenação inconstitucional.

Diante da relevância e urgência do assunto — o agravante está privado da sua liberdade há cerca de 80 dias com base em decisão condenatória que afronta a Constituição Federal —, caso Vossa Excelência não reconsidere a decisão agravada, pede-se sejam levados em mesa este agravo, bem como o pedido liminar de efeito suspensivo ao recurso extraordinário, para apreciação da colenda 2ª. Turma na sessão que realizar-se-á amanhã, 26.06.2018, última antes do recesso da Corte; impedindo que a perpetuação do constrangimento ilegal do Agravante, por mais um mês, em razão do recesso forense”, escreveram os advogados.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).