Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

EUA | Teste de vacina contra coronavírus chinês começa nesta segunda-feira em Seattle

"Doctor in protective suit and face mask holding syringe" by focusonmore.com is licensed under CC BY 2.0

Um ensaio clínico avaliando uma vacina projetada para proteger contra o coronavírus chinês começará nesta segunda-feira (16), disse uma autoridade do governo americano à Associated Press no domingo (15).

“O primeiro participante do estudo receberá a vacina experimental nesta segunda-feira”, disse o funcionário, falando sob condição de anonimato, porque o estudo ainda não foi anunciado publicamente.

Os Institutos Nacionais de Saúde estão financiando o estudo, que está ocorrendo no Instituto de Pesquisa em Saúde Kaiser Permanente Washington, em Seattle, disse o funcionário.

As autoridades de saúde pública dizem que levará de um ano a 18 meses para validar completamente qualquer vacina potencial.

Os testes começarão com 45 voluntários jovens e saudáveis, com doses diferentes de doses co-desenvolvidas pelo NIH e Moderna Inc. Não há chance de os participantes serem infectados pelas doses, porque eles não contêm o próprio vírus.

O objetivo é apenas verificar se as vacinas não mostram efeitos colaterais preocupantes, preparando o terreno para testes maiores, de acordo com a AP.

Dezenas de grupos de pesquisa em todo o mundo estão correndo para criar uma vacina, à medida que os casos de COVID-19 continuam a crescer. É importante ressaltar que eles estão buscando diferentes tipos de vacinas.

Alguns pesquisadores até buscam vacinas temporárias, como vacinas que podem proteger a saúde das pessoas por um mês ou dois, enquanto é desenvolvida uma proteção mais duradoura.

Na quinta-feira passada (12), a Medicago, uma empresa biofarmacêutica com sede na cidade de Quebec, no Canadá, anunciou que havia produzido com sucesso uma Partícula Semelhante a Vírus (VLP) do coronavírus.

A produção do VLP é o primeiro passo no desenvolvimento de uma vacina para COVID-19, que agora passará por testes pré-clínicos de segurança e eficácia. Quando isso for concluído, a Medicago espera discutir com as agências de saúde apropriadas para iniciar os testes em humanos da vacina até julho ou agosto de 2020, informou a empresa.

Comentários

Correspondente internacional na Europa.

Mundo

Corte suspendeu uma decisão de 1973 que considerava a interrupção da gravidez como direito.

Mundo

'Estou bem', disse o presidente logo após o pequeno acidente.

Saúde

Especialistas dos órgãos FDA e CDC foram favoráveis; Moderna e Pfizer serão utilizadas.

Mundo

Taxa acelerou em maio para 8,6% em um ano e preços de combustíveis influenciaram resultado.