Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Ex-vereador e policial civil Jerominho é preso novamente no Rio de Janeiro

Jerominho ja tinha sido preso em 2007 e estava em liberdade desde 2018

Reprodução / Internet

O ex-vereador e ex-policial civil Jerônimo Guimarães Filho, o Jerominho, foi preso na tarde de hoje (27) por agentes da Polícia Interestadual e de Capturas (Polinter), em cumprimento a mandado de prisão pela condenação de crime cometido em 2005, de extorsão majorada pelo emprego de arma de fogo.

Segundo os agentes, as investigações mostram que o grupo criminoso comandado por ele extorquia motoristas de vans na região de Campo Grande, na zona oeste do Rio de Janeiro. A quadrilha praticava ainda outros delitos naquela região como homicídios, extorsões, comércio irregular de água e venda de botijões de gás.

As investigações, segundo a Agência Brasil, apontam que Jerominho seria o líder da milícia denominada Liga da Justiça, que agia na zona oeste da cidade e tinha como símbolo um morcego de asas abertas. Junto com o irmão Natalino Guimarães, também ex-policial civil e deputado estadual, a milícia era a mais poderosa do Rio nos anos 2000.

De acordo com a Polícia Civil, o grupo criminoso extorquia motoristas de vans na região de Campo Grande, para que pagassem os valores determinados pela facção. Jerominho foi condenado a 16 anos de prisão. O miliciano será encaminhado à Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) e será levado a um presídio do Estado para cumprimento da pena.

A Liga da Justiça foi a maior e mais conhecida facção de milicianos do Rio de Janeiro. Seu simbolo é o escudo do super herói Batman. As casas que pagavam mensalidade, com proteção da milícia, tinham na frente da casa a figura do morcego de asas abertas.

Jerominho ja tinha sido preso em 2007, após ter sido condenado por outros crimes, e estava em liberdade desde 2018. O irmão, Natalino, foi preso na mesma época e também foi solto junto com o Jerominho. Eles cumpriram pena durante vários anos em presídio federal e depois foram levados para o Rio, onde terminaram de cumprir a condenação.

Comentários

FALE COMIGO: davy@conexaopolitica.com.br — chefe de redação do Conexão Política e natural do Rio de Janeiro (RJ).

Judiciário

Adriana Belém está detida no Instituto Penal Oscar Stevenson, em Benfica.

Últimas

Flagrada com R$ 1,7 milhão, Adriana Belém passou a noite na Corregedoria da Polícia Civil.

Política

Foram apreendidos quase R$ 2 milhões na residência de Adriana Belém

Política

Vereador carioca responde a uma ação no Conselho de Ética por quebra de decoro.