Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Fuzis que seriam vendidos à maior facção criminosa do Rio de Janeiro são apreendidos

Ação envolveu Polícia Civil e o Gaeco, do Ministério Público do Estado.

Uma ação do Grupo de Atuação Especializada de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) em conjunto com a Polícia Civil, resultou na apreensão de 55 armas, entre elas 26 fuzis.

O arsenal foi localizado no sótão da casa de Vitor Furtado Rebollal Lopes, vulgo Bala 40, no Grajaú, zona norte do Rio. Além dos fuzis, conforme informações da Agência Brasil, o arsenal incluía AR15 e 5.56, carabinas, pistolas, dois revólveres, uma espingarda calibre 12, um rifle e um mosquetão, além de caixas com munições para os fuzis.

O MPRJ informou que Vitor Furtado se vale do certificado de colecionador de armas para adquirir material bélico licitamente em lojas legalizadas e revender para criminosos, especialmente integrantes da facção Comando Vermelho. Estima-se que o armamento encontrado na residência esteja avaliado em R$ 1,8 milhão.

“Essa é uma investigação que foi iniciada em 2018 e chamou a atenção o fato de que o Vitor se utiliza da possibilidade que a legislação faculta, de que colecionadores de armas possam comprar uma quantidade muito grande de armamentos, para, com o auxílio da sua companheira e de outros elementos, traficar armas para o tráfico de drogas em comunidades do Estado. Com a prisão do denunciado em Goiás, requisitamos ao juízo a expedição dos mandados de busca e apreensão e conseguimos realizar essa apreensão de um grande número de armas na residência do denunciado”, disse promotor de Justiça Romulo Santos, do Gaeco.

A ação teve por finalidade cumprir 20 mandados de prisão e de busca e apreensão contra denunciados por associação ao tráfico de drogas. Vitor Furtado foi preso segunda-feira (24) em Goiás, transportando no interior de um utilitário um arsenal de 10 mil munições de calibre 5.56 e mil munições de calibre 308, todas destinadas à fuzis e carabinas de alto poder de fogo.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Judiciário

Adriana Belém está detida no Instituto Penal Oscar Stevenson, em Benfica.

Últimas

Flagrada com R$ 1,7 milhão, Adriana Belém passou a noite na Corregedoria da Polícia Civil.

Política

Foram apreendidos quase R$ 2 milhões na residência de Adriana Belém

Política

Vereador carioca responde a uma ação no Conselho de Ética por quebra de decoro.