Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Gilmar Mendes diz que combater a ‘fake news’ nas eleições não é censura

Imagem: Marcelo Camargo

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, afirmou que planeja combate total às chamadas “fakes news” durante a disputa eleitoral em 2018.

O ministro articula com vários órgãos de segurança o monitoramento das redes para identificar notícias falsas veiculadas que possam interferir indevidamente na disputa.

Questionado se tal atitude poderá levar a Justiça Eleitoral a censurar conteúdo na internet, o ministro disse que essa não é a intenção.

“Não é essa a pretensão. Na verdade, muitos dos casos de ‘fake news’, alguns casos podem ser uma crítica bem-humorada, e bem elaborada, os marqueteiros sabem fazer isso muito bem. Mas muitos casos descambam para crime de falso, calúnia, difamação, em suma, e às vezes manipulação mesmo de documentos. Então, às vezes a gente está na vizinhança, nessa linha lindeira, e às vezes a gente ultrapassa e nesse caso não há nenhuma dúvida”, disse Gilmar Mendes em entrevista à imprensa.

Mas afinal, quem definirá o que fake news? O próprio TSE? Lembrando que a sociedade tem uma oportunidade ímpar para denunciar os políticos corruptos na corrida eleitoral de 2018. Fica a reflexão! 

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Política

Entusiasta do isolamento, Barroso participou do encerramento de um evento jurídico.

Judiciário

Pedido de vista de Ricardo Lewandowski adiou julgamento.

Judiciário

Chapa havia sido condenada por abuso de poder político em 2018.

Judiciário

Fernando Francischini transmitiu live no dia das eleições questionando segurança das urnas eletrônicas.