Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Globo News mencionou, sim, o presidenciável Bolsonaro em telejornal

Imagem: Reprodução/Divulgação

Neste final de semana, circulou nas redes sociais uma imagem referente ao telejornal da Globo News, setor de notícias da Rede Globo de televisão — uma imagem com alguns pré-candidatos ao Palácio do Planalto
— até aí tudo bem.

No entanto, a ausência do presidenciável Jair Bolsonaro chamou a atenção. A razão é simples — o deputado federal (PSL-RJ) lidera isoladamente o páreo das eleições 2018.

Imagem: Reprodução/Divulgação

Por este motivo, o eleitorado do presidenciável manifestou repúdio ao suposto ocorrido, com críticas à Globo News e a toda cúpula jornalística da emissora.

Inclusive, nesta manhã, a equipe do Conexão Política fez uma matéria mencionando o suposto ocorrido, citando também a publicação do vereador Carlos Bolsonaro:

“ISSO É GLOBONEWS: simplesmente ignora o líder das pesquisas. Estes que ainda dizem combater a fakenews. É escancarado! Faça sua escolha; O SISTEMA CORRUPTO OU BOLSONARO”, disse Carlos Bolsonaro mencionando o ocorrido.

RECUO

Em uma busca mais aprofundada sobre os conteúdos exibidos no telejornal da Globo News, a equipe do Conexão Política averiguou que a informação não é verdadeira.

O deputado federal Jair Bolsonaro foi mencionado entre os 15 pré-candidatos que obtiveram uma expressão significativa nas pesquisas eleitorais.

Além do mais, o nome do militar foi o primeiro a ser dito pela jornalista Cristiana Lôbo.

Ao se referir aos presidenciáveis, Cristiana disse: “A gente tem aqui uma seleção de candidatos que têm um pouquinho mais de votos: Bolsonaro; Marina; Ciro; Joaquim Barbosa que entrou agora, mas já entrou numa marca [percentual] boa; Geraldo Alckmin que é mais uma expectativa mas ainda não demonstrou e o Álvaro Dias que até surpreende a chegar a 5%, 6%”.

Em seguida, a jornalista aborda os pré-candidatos que alcançaram uma expressão mínima nos institutos de pesquisas.

“E aí tem o pelotão do 1%, 2%, que esse pelotão fica com a Manuela; Boulos; o próprio Temer; Henrique Meirelles; Aldo Rabelo; Collor; Fernando Haddad — a gente tá colocando ele aqui como alguém que pode representar o PT e também tem o Rodrigo Maia — mas todos com 1%, 2%, 3%. E também tem o João Amoêdo com um percentual baixo, mas ele está fazendo uma forte sobretudo nas redes sociais”, relatou.

Conclui-se então, que tal notícia viralizado nas redes sociais é falsa, fabricada de maneira intencional para fomentar interesses políticos. Inclusive, o próprio vereador Carlos Bolsonaro foi vítima desta Fake News.

O ALERTA

Ao contrário do que pensam alguns, publicar informação falsa (seja lá por qual motivo) não é um direito contemplado por Lei. Sequer faz parte das áreas cinzentas da legislação. É um crime contra a honra, que pode ser punido de acordo com a norma legal. Logo, já existem mecanismos para punir mentirosos profissionais que atuam em redações ou em endereços residências.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Política

Entrevista foi acompanhada por mais de 570 mil pessoas ao vivo e foi o assunto mais comentado nas redes.

Governo

Cerimônia faz parte da agenda de compromissos do presidente no interior paulista.

Governo

Presidente afirma que segue confiando em ex-ministro investigado pela PF.

----- CLEVER ADS -----