Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Instagram e Facebook marcam vídeo postado no perfil de Bolsonaro como ‘informação falsa’

Vídeo faz menção à reportagem do jornal El País.

O Facebook e o Instagram ativaram uma mensagem informativa a todos os usuários que acessarem um vídeo publicado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em seus perfis nas redes sociais.

O conteúdo foi marcado como ‘informação falsa’.

Publicado na segunda-feira (26), o vídeo contém comparações de títulos de reportagens em português e em espanhol, do jornal El País, ao retratar a 1ª participação do presidente no Fórum Econômico de Davos, em 2019.

A mesma matéria foi publicada com títulos diferentes em português e em espanhol. A manchete em espanhol diz: “Bolsonaro anima a los ejecutivos de Davos a invertir en el nuevo Brasil“. Já em português, a manchete foi a seguinte: “O breve discurso de Bolsonaro decepciona em Davos“.

Bolsonaro, por sua vez, questionou a diferença que havia nos dois títulos.

A agência Lupa, responsável pela verificação, diz que, em espanhol, animar significa “incitar alguém a tomar uma ação”, diferente “do uso mais corrente no português brasileiro, que é relacionado a transmitir ânimo, dar vida ou estimular”, assegura.

“Animar, em espanhol, não tem exatamente o mesmo significado que em português, e a tradução feita no vídeo, portanto, é incorreta”, argumentou a plataforma de checagens.

O Conexão Política entrou em contato com o Instagram e com o Facebook, mas não obteve retorno até o fechamento desta matéria.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Governo

Declaração do presidente foi confirmada pelo dirigente do partido.

Mundo

Big Tech justificou mudança com “preocupações sociais” quanto à privacidade dos usuários.

Últimas

Após polêmica, assunto segue repercutindo no esporte e nas redes sociais.

Mundo

Ditador afirma que declarações do brasileiro sobre a Covid-19 são “loucuras típicas de um extremista de direita”.