Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Juiz de Michigan ordena divulgação do relatório de auditoria nas urnas de votação da Dominion

Nesta segunda-feira (14), o juiz estadual de Michigan, Kevin Elensheimer, ordenou a divulgação de um relatório redigido sobre os resultados de uma investigação das máquinas de votação da Dominion no condado de Antrim, no Michigan.

Os resultados estavam proibidos de serem revelados por uma ordem de proteção, mas esta manhã, o juiz Elensheimer removeu essa determinação, abrindo caminho para que as conclusões da auditoria fossem publicadas.

O juiz ordenou ainda que o caso passasse para a fase de instrução e mencionou que o caso poderia ir a julgamento até abril de 2021.

A audiência foi conduzida pelo aplicativo ZOOM e transmitida ao vivo no YouTube.

A divulgação do relatório é considerada uma vitória para o presidente dos EUA, Donald Trump, e seus apoiadores, que questionaram a segurança das máquinas da Dominion.

Em 4 dezembro, o juiz Kevin Elsenheimer havia ordenado a auditoria de mais de duas dúzias de urnas eletrônicas no condado de Antrim, em Michigan, supostamente concedendo à equipe jurídica do presidente Donald Trump acesso ao software.

A conselheira jurídica sênior da campanha de Trump, Jenna Ellis, tuitou em 6 de dezembro: “Juiz de Michigan deu ao Time de Trump acesso a 22 urnas de votação da Dominion para conduzir uma auditoria forense HOJE!”.

No mesmo dia, Ellis revelou que a equipe jurídica esperava ter resultados da auditoria dentro de alguns dias.

Fraudes alegadas

Anteriormente, houve o caso de uma suposta “falha” no programa de computador eleitoral no condado de Antrim que mostrava Joe Biden com a maioria dos votos naquele reduto republicano. Os votos foram posteriormente devolvidos a Trump, depois que o “erro” do computador foi exposto. Um funcionário estadual chamou de “um erro do usuário”, mas desde então, muitas questões surgiram sobre o potencial de manipulação das máquinas de votação da Dominion.

O especialista em máquinas de votação, Prof. J. Alex Halderman, da Universidade de Michigan, disse que o caso Antrim levanta sérias questões e se mostra especialmente preocupante para ele, uma vez que o mesmo programa foi usado por tantos outros condados.

“É um erro humano plausível, mas se um simples erro pudesse causar esses problemas, isso soaria como uma falha de projeto técnico”, disse Halderman.

Ellis também destacou o problema de que o condado de Antrim sofreu um alegado mau funcionamento durante o processo eleitoral.

“Se você se lembra, este é o condado que teve a troca de 6.000 votos do presidente Trump para Joe Biden. E essa foi uma falha inexplicável”, explicou ela.

Os equipamentos da Dominion são usados ​​na maioria dos condados de Michigan e em vários estados do país.

Comentários

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

Mundo

Nesta terça-feira (30), a Rússia reiterou a parceria estratégica com o Brasil e comemorou a entrada do país, em janeiro de 2022, no Conselho...

Mundo

Medida ocorre após críticas e protestos pela gestão rígida durante a pandemia em 2020.

Saúde

Sistema combina três funções importantes: controle motor intuitivo, cinestesia de toque e preensão, a sensação intuitiva de abrir e fechar a mão.

Governo

Segundo o governo, trata-se de um ataque ransomware, em que os invasores geralmente pedem dinheiro em troca de dados sequestrados.