Conecte-se conosco

Últimas

Luciano Huck culpa governo pela morte de Paulo Gustavo

Global é frequentemente cotado como um dos possíveis candidatos ao Palácio do Planalto.

Publicado

em

World Economic Forum | Sandra Blaser

Durante a edição do programa ‘Caldeirão do Huck’, neste último sábado (8), o apresentador Luciano Huck culpou as ações do governo brasileiro na pandemia pela morte do ator e comediante Paulo Gustavo.

“Foi uma partida injusta porque poderia ser evitada. Se o Brasil tivesse levado a sério essa pandemia desde o começo, hoje todos nós já estaríamos vacinados. E o Paulo não teria partido”, declarou o global, que é cotado como um dos possíveis candidatos ao Palácio do Planalto.

Durante sua fala, ele mencionou os Estados Unidos, dizendo que o país mudou a forma de encarar a Covid-19 após Donald Trump deixar a Casa Branca, segundo informações do Poder360.

“Eles tiveram a sabedoria de ouvir a ciência e mudaram os rumos. Em três meses, vacinaram a população. Agora, a Broadway anunciou que vai reabrir suas cortinas. Aqui, seguimos chorando nossos mortos. É muito revoltante”, disse.

Conforme noticiado pelo Conexão Política, Paulo Gustavo faleceu no dia 4 de maio após complicações em decorrência do coronavírus. Na ocasião, diversos opositores do presidente Jair Bolsonaro utilizaram a morte do artista para criticar a atuação do governo federal.

O chefe do Executivo chegou a ir às redes sociais para desejar condolências à família do humorista e de demais vítimas da peste chinesa. Na sequência, diversas figuras públicas passaram a criticar o posicionamento em questão, atribuindo culpas da gestão brasileira à frente da pandemia.

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).