Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Médicos que prescreverem hidroxicloroquina ou ivermectina contra a covid-19 serão punidos na Holanda

Na Holanda, os médicos que prescreverem cloroquina, hidroxicloroquina ou ivermectina contra a covid-19 vão receber uma multa de até 150 mil euros, imposta pela Inspetoria de Saúde e Assistência Juvenil (IGJ).

Além disso, a medida pode incluir outros medicamentos prescritos fora das diretrizes do Estado.

A IGJ também convocou os farmacêuticos para denunciar casos de prescrição desses medicamentos.

A Inspeção de Saúde e Assistência Juvenil da Holanda recebe regularmente relatórios de que médicos no país estão prescrevendo medicamentos que são contrários às recomendações de tratamento para covid-19, medidas impostas pelo governo, segundo a IGJ.

Quando questionada, a porta-voz do IGJ não conseguiu esclarecer de quantos médicos se trata e de quais especialidades.

“Temos conversado com vários médicos sobre isso, mas como alguns deles continuam fazendo isso, agora vamos impor multas. Não vamos avisar mais”, disse a porta-voz.

Ainda não existe um valor mínimo real. O valor exato da multa vai depender das circunstâncias.

As multas podem chegar a milhares de euros, disse ela. Internamente, cogita-se que o valor máximo da multa deve chegar 150 mil euros.

Os farmacêuticos também podem ser responsabilizados se fornecerem esses medicamentos para o tratamento da covid-19.  A IGJ os convocou a denunciar se receberem receitas e suspeitar que seja para o tratamento contra a peste chinesa.

Comentários

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

Mundo

Manifestantes carregavam bandeiras e faixas com dizeres em protesto à pressão exercida pelo governo sobre o povo.

Saúde

Sistema combina três funções importantes: controle motor intuitivo, cinestesia de toque e preensão, a sensação intuitiva de abrir e fechar a mão.

Judiciário

Destino da droga seria o Porto de Rotterdam, na Holanda.

Governo

Segundo o governo, trata-se de um ataque ransomware, em que os invasores geralmente pedem dinheiro em troca de dados sequestrados.