Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Ministra Damares: ‘Aborto não é planejamento familiar; é agressão ao corpo da mulher e é assassinato’

Em entrevista ao jornalista Luis Lacombe do programa ‘Opinião no Ar’ da Rede TV!, a Ministra Damares Alves, questionada sobre o projeto de lei na Argentina que pretende legalizar o aborto, diz que o Governo Bolsonaro apresentará em breve o maior programa de planejamento familiar e que não incluirá o aborto, pois ‘aborto não é planejamento familiar, mas assassinato e violência contra o corpo da mulher’.

“Eu fiquei indignada, em pleno 2020, as pessoas ainda falarem de legalizar o aborto. Algo tão primitivo e tão animalesco”, disse a ministra.

A Ministra Damares Alves defende que os países deveriam estar lutando como o Brasil está, ‘por mais planejamento familiar’.

“O aborto não é prazeroso pra nenhuma mulher, inclusive a mulher que está aí levantando cartaz: ‘Vamos legalizar o aborto!’. Quando ela passa pelo aborto, ela sabe que não é prazeroso”, afirmou Damares. O aborto não pode ser usado como método anticonceptivo. O aborto não é planejamento familiar. O aborto é agressão ao corpo da mulher e é assassinato.”

“É assassinato e eu também não tenho vergonha de falar. Não tenho medo de falar. É assassinato!”, enfatizou a ministra.

Damares explica que tanto o Brasil quanto a Argentina deveriam lutar por mais políticas públicas, investimento e políticas públicas de planejamento familiar.

“Será que é mais barato o aborto? É mais fácil fazer o aborto do que fazer políticas públicas de verdade? De planejamento familiar?”, questionou Damares.

Segundo a ministra, o Presidente Bolsonaro tem cobrado de sua pasta e do Ministério da Saúde um programa de planejamento familiar efetivo que proteja a vida do bebê e da mulher.

“O Presidente Bolsonaro tem cobrado de nosso ministério e do Ministério da Saúde um programa de planejamento familiar – e os nossos ministérios estão se falando – para a gente apresentar imediatamente ao Brasil o maior programa de planejamento familiar”, disse Damares.

“Aborto não pode ser considerado como opção. Porque é violência contra o corpo da mulher. Se eu amo mulher, se eu luto pelas mulheres, como é que eu vou lutar pra liberar o aborto no Brasil? Se o aborto é violência contra a mulher? Contra o corpo da mulher?”, acrescentou.

Assista à entrevista completa da Ministra Damares ao jornalista Luis Lacombe no programa ‘Opinião no Ar’ da Rede TV!.

Comentários

Correspondente internacional na Europa.

Saúde

Dados do Ministério da Saúde apontam 585 falecimentos entre 1º janeiro e 20 de junho.

Saúde

Paciente tem 34 anos e é tratado em casa no Rio Grande do Sul

Saúde

Treinamento é iniciativa da Opas, Fiocruz e do Ministério da Saúde

Política

Novo caso suspeito foi notificado em São Paulo

----- CLEVER ADS -----