Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Polícia do Pará prende funcionários de ONG acusados de incendiar a Amazônia

Polícia prendeu quatro membros da Brigada de Incêndio de Alter do Chão.

Polícia prendeu quatro membros da Brigada de Incêndio de Alter do Chão.

Nesta terça-feira (26), o G1, portal de notícias da Globo noticiou que funcionários de uma ONG que atua na região amazônica do Pará estão entre os principais suspeitos de terem causados incêndios numa Área de Proteção Ambiental em Alter do Chão, em setembro deste ano.

No estado, foram cumpridos mandados de prisão contra Daniel Gutierrez Govino, João Victor Pereira Romano, Gustavo de Almeida Fernandes e Marcelo Aron Cwerver, todos integrantes da Brigada de Alter do Chão.

Foram queimados o equivalente a 1.600 campos de futebol, levando quatro dias para serem apagados.

Uma investigação de dois meses pela Polícia Civil do Pará apontou indícios que entidade teria recebido R$ 300 mil, por intermédio das ONGs Projeto Saúde e Alegria e o Instituto Aquífero Alter do Chão.

Parte do dinheiro, R$ 70 mil, teria sido recebida para vender à WWF imagens do fogo.

Comentários

Jornal digital comprometido com a cobertura e a análise das principais pautas sobre política nacional e internacional | FALE CONOSCO: contato@conexaopolitica.com.br

Judiciário

PGR foi a Tabatinga, onde participou de reuniões sobre o caso Bruno Pereira e Dom Phillips.

Mundo

Fala do democrata gerou comemoração no Palácio do Planalto.

Últimas

Investigações apontam para grupo de fora do estado, especializado nesse tipo de crime.

Governo

Vice-presidente falou sobre os 1.012,5 km² destruídos em abril, segundo o INPE.

----- CLEVER ADS -----