Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Ricardo Salles e Ministério do Meio Ambiente são alvos de busca e apreensão da Polícia Federal

Ministro Alexandre de Moraes, do STF, determinou o afastamento de servidores do Ibama e do MMA.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, durante o lançamento do programa Adote um Parque, no Palácio do Planalto.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, é alvo de busca e apreensão da Polícia Federal (PF) na manhã desta quarta-feira (19). A sede da pasta também é alvo da PF.

Os mandados foram autorizado pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Entre as determinações, a Corte estabeleceu o afastamento preventivo de dez agentes públicos com posições de confiança no IBAMA e no Ministério do Meio Ambiente.

A PF está nas ruas desde os primeiras horas da manhã. A Operação Akuanduba visa apurar crimes contra a administração pública praticados por agentes públicos e empresários do ramo madeireiro.

Ao todo, cerca de 160 policiais federais cumprem 35 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal e nos estados de São Paulo e Pará.

Segundo a PF, as investigações começaram em janeiro, através de informações repassadas autoridades estrangeiras que noticiavam um “possível desvio de conduta de servidores públicos brasileiros no processo de exportação de madeira”.

Matéria em atualização.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Judiciário

Operação apura lavagem de dinheiro e corrupção no Postalis.

Judiciário

Mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em Minas Gerais.

Congresso

Ativista internacional foi convidada por parlamentares de esquerda para discursar no Congresso.

Judiciário

Prejuízo aos cofres públicos é de aproximadamente R$ 2,8 milhões.