Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Rússia testa sistema para abater satélites em órbita baixa da Terra

O teste DA-ASAT da Rússia mostra que as ameaças aos sistemas espaciais americanos e aliados são reais, sérias e crescentes

O teste DA-ASAT da Rússia mostra que as ameaças aos sistemas espaciais americanos e aliados são reais, sérias e crescentes

Nesta quarta-feira (15), o Comando Espacial dos EUA disse que a Rússia testou um sistema de mísseis projetado para abater satélites em órbita baixa da Terra.

“O teste DA-ASAT da Rússia fornece outro exemplo de que as ameaças aos sistemas espaciais americanos e aliados são reais, sérias e crescentes”, disse o general John W. “Jay” Raymond, comandante da USSPACECOM e chefe de operações espaciais da Força Espacial dos EUA.

“Os Estados Unidos estão prontos e comprometidos em impedir a agressão e defender a Nação, nossos aliados e os interesses americanos de atos hostis no espaço”, acrescentou Raymond.

“Este teste é mais uma prova da defesa hipócrita da Rússia de propostas de controle de armas do espaço sideral, projetadas para restringir as capacidades dos Estados Unidos, embora claramente não tenham intenção de interromper seus programas de armas no espaço sideral”, disse Raymond.

“O espaço é crítico para todas as nações e nosso modo de vida. As demandas por sistemas espaciais continuam neste período de crise, onde a logística, o transporte e a comunicação globais são essenciais para derrotar a pandemia do COVID-19”, disse Raymond.

É um interesse e responsabilidade compartilhados de todas as nações que viajam no espaço criar condições seguras, estáveis ​​e operacionalmente sustentáveis ​​para atividades espaciais, incluindo atividades comerciais, civis e de segurança nacional”, concluiu Raymond.

O sistema russo de mísseis antissatélite de ascensão direta (DA-ASAT) é capaz de abater satélites em órbita baixa da Terra, de acordo com o Comando Espacial.

 

Comentários

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

Economia

Mercado financeiro espera por nova alta da Selic para 9,25% ao ano.

Mundo

Washington ameaçou impor sanções a Moscou em caso de investida contra Kiev.

Mundo

Nesta terça-feira (30), a Rússia reiterou a parceria estratégica com o Brasil e comemorou a entrada do país, em janeiro de 2022, no Conselho...

Mundo

Reunião da cúpula do G20 foi encerrada neste domingo (31), em Roma.