Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Sem citar nome, Bolsonaro chama jornalista da CNN Brasil de ‘quadrúpede’

Declaração ocorreu no Palácio da Alvorada.

O presidente Jair Bolsonaro criticou a jornalista Daniela Lima, âncora da CNN Brasil.

Durante conversa com apoiadores no jardim do Palácio da Alvorada, Bolsonaro foi o questionado sobre uma fala da apresentadora, que atualmente comanda o CNN 360º . Na semana passada, uma declaração dela foi fortemente rejeitada nas redes sociais.

Na ocasião, Daniela disse: “Não saia daí porque agora, infelizmente, a gente vai falar de notícia boa, mas com valores não tão expressivos”. Ela comentava sobre o saldo empregatício de vagas abertas em abril no país.

Em resposta, sem citar o nome da jornalista, Bolsonaro disse:

“’Infelizmente, somos obrigados a dar uma boa notícia, mas não é tão boa assim não’. É uma quadrúpede. Afinal de contas, acho que não preciso dizer de quem ela foi eleitora no passado, né? De outra do mesmo gênero.”

Em nota, a CNN Brasil afirmou que repudia as ‘ofensas’ e ‘insinuações’ do presidente.

“Apesar de não citar nomes, o presidente da República, Jair Bolsonaro, usou uma palavra muito ofensiva para criticar a âncora da CNN Daniela Lima durante conversa com seus apoiadores na tarde desta terça-feira. A empresa repudia com veemência as ofensas e insinuações do presidente. A liberdade de imprensa é um pilar fundamental em qualquer democracia e precisa ser protegida por toda a sociedade”, escreveu a direção da rede na nota.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Mundo

Nesta terça-feira (30), a Rússia reiterou a parceria estratégica com o Brasil e comemorou a entrada do país, em janeiro de 2022, no Conselho...

Governo

Declaração do presidente foi confirmada pelo dirigente do partido.

Política

Dados são do mês de outubro. Emissora corre risco de ser ultrapassada pela Jovem Pan News.

Mundo

Ditador afirma que declarações do brasileiro sobre a Covid-19 são “loucuras típicas de um extremista de direita”.