Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Sergio Cabral diz que intermediou caixa dois para Lindbergh Farias

Nesta última segunda-feira (1º), o ex-governador Sergio Cabral (Rio de Janeiro) afirmou que convenceu o empresário Arthur César de Menezes Soares Filho, conhecido como “Rei Arthur”, a colocar dinheiro na sua campanha de reeleição em 2010.

Em depoimento à Justiça Federal, o ex-governador declarou que recebeu cerca de R$ 5 milhões ou R$ 6 milhões.

Ele ainda contou que pediu recurso também para a campanha de Lindbergh Farias (PT) ao Senado, que concorria na chapa de Cabral.

“Como em 2010 a campanha era grande, voltei a solicitar (ajuda de campanha) para mim. Deve ter dado R$ 5 milhões ou R$ 6 milhões, mas eu precisava de recursos para o senador Lindbergh Farias . Ele deu ajuda a Lindbergh, mais de R$ 5 milhões”, disse.

O emdebista contou ainda que começou a campanha de 2010 com US$ 50 milhões e terminou com US$ 100 milhões em virtude de vários valores recebidos no processo eleitoral, não só do Rei Arthur.

Esse dinheiro foi repatriado após ser entregue pelos doleiros delatores Renato e Marcelo Chebar.


O Conexão Política é um portal de notícias independente. Ajude-nos a continuarmos com um jornalismo livre, sem amarras e sem dinheiro público » APOIAR

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Judiciário

Ex-governador permanecerá preso em decorrência de outros processos sobre corrupção.

Judiciário

Segunda Turma entendeu que Marcelo Bretas não tem competência para julgar desvios na Saúde.

Mundo

Empreiteira brasileira obteve vantagens por meio de contratos no país socialista.

Judiciário

Ministro do STF desempatará julgamento. Placar está em 2 a 2.