Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

Sérgio Cabral é condenado a mais 15 anos de prisão por lavagem de dinheiro

Sérgio Cabral | Fábio Guimarães

O juiz Marcelo Bretas acaba de aceitar mais uma denúncia do MPF contra Sérgio Cabral e sua turma de operadores. O magistrado condenou o ex-governador do Rio de Janeiro a 15 anos de prisão por  corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Agora, as penas já somam 87 anos.

Essa é a 16ª denúncia aceita pela Justiça contra Sérgio Cabral. Dessa vez, está relacionada a propinas na Funderj (Fundação do Departamento de Estradas e Rodagem do Rio de Janeiro) no valor de R$ 18,1 milhões.

O esquema de Cabral funcionou na Funderj de janeiro de 2007 a setembro de 2014. Ou seja, desde o primeiro mês de governo de Cabral.

De acordo com a denúncia do MPF, Henrique Ribeiro era o presidente da Funderj e o gerente das propinas pagas pelas empresas. Um assessor de Ribeiro recolhia a propina e a repassava para Carlos Miranda e Luiz Carlos Bezerra. A dupla, em seguida, entregava o dinheiro para Cabral.

 

 

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — chefe de redação do Conexão Política e natural do Rio (RJ).

Judiciário

Operação apura lavagem de dinheiro e corrupção no Postalis.

Congresso

Comissão também enviará relatório final a tribunais internacionais e órgãos de controle.

Judiciário

Ex-parlamentar foi condenado pelo então juiz Sergio Moro a 15 anos de prisão por corrupção.

Judiciário

Ex-ministro de Temer cumpre pena por lavagem de dinheiro e associação criminosa.