Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Vacina oral fabricada por Israel contra coronavírus em fase final, mas testes podem levar meses

Uma vacina eficaz contra o coronavírus desenvolvida por Israel está a caminho e quase pronta para ser testada em “algumas semanas”, no entanto, devido ao processo demorado e às vezes burocrático de teste e aprovação, possa levar meses até que esteja disponível, informou o Times of Israel na terça-feira (10).

O Instituto de Pesquisa Biológica do país está trabalhando intensamente para impedir a propagação da epidemia de coronavírus. Segundo fontes da Defesa de Israel, o instituto está desenvolvendo uma vacina e tratamento para o vírus em Israel.

Dr. Chen Katz, líder do grupo de biotecnologia do Departamento de Microbiologia Molecular e Biotecnologia da Universidade de Tel Aviv, disse ao jornal Times of Israel que a nova vacina oral para adultos e crianças “pode ​​transformar esta doença em um resfriado muito leve”. Ele disse que, para muitas pessoas que são inoculadas e depois infectadas com COVID-19, “isso pode não afetá-las”.

O rápido progresso potencial do instituto de pesquisa Migal Galilee, financiado pelo Estado, decorre do fato de o instituto trabalhar há quatro anos em uma vacina que pode ser adaptada para diferentes vírus e que agora adaptou o trabalho para se concentrar no coronavírus, disse o instituto.

No entanto, enquanto o Ministério da Ciência de Israel anunciou na semana passada, elogiando o trabalho do instituto e dizendo que a vacina poderia estar pronta em três meses, o Dr. Asher Shalmon, diretor de relações internacionais do Ministério da Saúde, alertou para não ter “falsas esperanças”.

A vacina consistirá em uma proteína produzida especialmente, e Dr. Katz disse que espera que ele possa segurar um frasco da vacina em suas mãos em poucas semanas. Mas depois, ainda serão iniciados os testes clínicos que levarão algum tempo porque serão realizados em parceria; e também será necessário passar pela parte burocrática.

“Quando a proteína estiver pronta, esperamos ter encontrado o parceiro certo para nos levar pela fase clínica. Os experimentos de testes clínicos não são tão longos e podemos concluí-los em 30 dias, além de outros 30 dias para testes em humanos. Na maioria das vezes, a documentação é regulamentada e burocrática”, disse Dr. Katz, líder do grupo de biotecnologia no instituto.

O tempo também pode ser perdido devido a “tempos de espera” entre os diferentes estágios do processo, até que os supervisores sinalizem que as coisas precisam avançar.

 

Comentários

Correspondente internacional na Europa.

Política

Menos de dois meses após flexibilização, uso do item em locais fechados volta a ser exigido.

Mundo

Um ano atrás, a entidade considerou a hipótese como "extremamente improvável".

Mundo

Regime comunista ordenou isolamento a mais de 187 mil pessoas no país.

Economia

Aumento está relacionado à expansão do comércio online, diz associação.