Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Coluna

“Não acabou, tem que acabar, eu quero o fim da Polícia Militar”

Imagem: Wilson Junior/Estadão

Segundo a coluna ‘Cultura’ do jornal Estadão, o movimento que vem ocorrendo em torno da morte da vereadora Marielle Franco […] “é simples: quer-se uma nova política”.

“Não acabou, tem que acabar, eu quero o fim da Polícia Militar” ganhou uma nova versão: “Não acabou, tem que acabar, eu quero o fim da Polícia Militar – e racista”, o texto do Marcelo Rubens Paiva destaca as palavras utilizadas no ajuntamento.

Segundo a matéria, “não tinha bandeiras do PT ou centrais sindicais. Nem dos partidos comunistas”.

O texto continua: “Era muita gente, que jamais será contabilizada (especialmente pela PM, em que se pedia o fim)”.

MINHA HUMILDE OPINIÃO:

No estado do Rio de Janeiro, foram assassinadas 6.371 pessoas no ano passado, das quais 134 eram PM’s. Em vez destes grupos (caso Marielle) protestarem contra o narcotráfico e a bandidagem, glamorizam o fim da PM, e agora com morte da veradora, protestam contra a intervenção. É incrível, como estão sempre do lado errado. A hipocrisia da esquerda não tem limites. 

E, com relação ao texto do Marcelo Rubens Paiva, na coluna do Estadão, o texto fala por si. Não preciso dizer mais nada.

Leia o conteúdo completo

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Judiciário

Suspeito foi preso na cidade de Queimadas e será levado à capital fluminense.

Política

Instituição é conhecida por ter liberado uso de saias para meninos e eventos com exaltação ao socialismo.

Últimas

O Ministério da Educação (MEC) encaminhou um ofício às universidades federais de todo o país comunicando que manifestações políticas, independente do viés, nas instituições,...

Últimas

A Terceira Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, nesta última quarta-feira (26), manter a decisão que obrigou o Google a entregar à...