Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Congresso

Após recuo de senador, CPI do MEC não tem assinaturas suficientes

Aliado de Lula, Randolfe é o autor do pedido da Comissão.

Waldemir Barreto | Agência Senado

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) informou, na tarde deste sábado, 9, que o requerimento solicitando a abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do MEC voltou a ter 26 assinaturas.

Para que o presidente Rodrigo Pacheco (PSD-MG) proceda com a instalação, são necessários 27 nomes para compor 1/3 da Casa.

O senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR) decidiu retirar seu nome da lista, alegando que o colegiado “acabará em palanque eleitoral”.

— Então, é melhor que a investigação seja feita pela Polícia Federal e pelo Ministério Público. Assim, teremos uma investigação imparcial e técnica — afirmou ele.

Randolfe, que é líder da oposição, foi pego de surpresa. O recuo não estava sendo cogitado entre os signatários. Agora, o parlamentar diz que trabalhará para recuperar o número mínimo de assinaturas.

— Seguiremos atrás de mais assinaturas para passar a limpo o Bolsolão do MEC e investigar os escândalos de corrupção desse governo! Eles não podem sair impunes! — declarou o senador amapaense.

Comentários

Jornal digital comprometido com a cobertura e a análise das principais pautas sobre política nacional e internacional | FALE CONOSCO: contato@conexaopolitica.com.br

Política

Para a cúpula lulopetista, manobra tem viés político e servirá de bandeira para aliados de Bolsonaro.

Política

Base governista segue alinhada com os anseios do mandatário.

Governo

138 mil escolas públicas serão beneficiadas pelo Acordo de Cooperação.

Congresso

Congressistas da base governista articulam-se para contra-atacar investidas da oposição.