Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Economia

Mais de 20 anos após fechamento, Mesbla anuncia reabertura em formato digital

Direito de uso da marca foi adquirido pelos filhos de um ex-funcionário da empresa.

Reprodução

Depois de 23 anos, a empresa Mesbla, que havia decretado falência em 1999, voltou a operar em maio de 2022, agora em formato digital. O marketplace já conta com cerca de 250 mil produtos à venda, divididos em aproximadamente 250 categorias.

O custo para reinserir a marca no mercado foi de R$ 500 mil, sem aportes de terceiros, e contou com o capital de dois CEOs: Ricardo Viana e seu irmão Marcel Jerônimo.

“[Retomamos a Mesbla] por dois motivos. O primeiro deles é o elo afetivo e o segundo é o cenário promissor do e-commerce brasileiro”, afirmou Viana. Seu pai, Alfeu Viana, trabalhou no negócio por 61 anos e foi na antiga loja do Rio de Janeiro que conheceu sua atual esposa e mãe de Ricardo e Marcel, Adeilza Viana.

Marcel, por sua vez, também laborou como aprendiz na companhia, quando tinha 14 anos, e posteriormente prestou serviços por 2 anos como consultor técnico.

Em declaração à CNN Brasil, Viana revelou que negociou a licença do uso do nome exclusivamente, e serão pagos royalties – como é padrão nos contratos de licenciamento. O valor não foi informado.

O cenário do e-commerce no Brasil encoraja os empreendedores. O volume de vendas realizadas pela web cresceu 15,52% em fevereiro de 2022 em relação ao mesmo período de 2021. O faturamento do setor também registrou alta de 11,2%, segundo a Neotrust Movimento Compre & Confie.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).