Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Errata

Enquete com mais de 6 mil médicos em 30 países aponta popularidade da hidroxicloroquina contra covid-19

Sondagem não atesta eficácia da droga contra a doença, apenas reflete percepções de um número limitado de profissionais de saúde.

Hidroxicloroquina

Uma enquete internacional com mais de 6 mil médicos em 30 países, divulgada na quinta-feira (2), revelou que o medicamento antimalárico hidroxicloroquina tem a maior popularidade no tratamento do novo coronavírus.

Os 30 países pesquisados ​​incluíam nações da Europa, Ásia, América do Norte e América do Sul, além da Austrália. Nenhum incentivo foi fornecido para participar da pesquisa de opinião, realizada de 25 a 27 de março, de acordo a Sermo – fórum que faz enquetes com médicos sobre terapias adotadas contra a covid-19.

A empresa de pesquisa publicou o relatório no Twitter. “Para criar uma base de conhecimento dinâmica e centralizada, publicamos os resultados de nosso estudo COVID-19, no qual mais de 6.200 médicos em 30 países participaram”, escreveu a corporação no Twitter, em 2 de abril de 2020.

A pesquisa realizada pela Sermo, com 6.227 médicos em 30 países, constatou que o medicamento foi o mais escolhido entre os tratadores de COVID de uma lista de 15 opções – 37% dos tratadores COVID-19.

Vale lembrar, contudo, que a sondagem não atesta a eficácia da droga contra a doença – uma vez que o levantamento está baseado apenas nas percepções de um número limitado de profissionais de saúde, e não em estudos clínicos feitos com pacientes.

Em 2 de abril, a empresa exibia a hidroxicloroquina como o tratamento que mais médicos (37%) consideravam “muito eficiente”. Porém, nos dados referentes ao mês seguinte, a parcela de profissionais que considera o remédio muito eficaz caiu para 23%.

Para ter acesso aos dados da enquete na íntegra, clique AQUI.

CORREÇÃO

O título da presente matéria induzia o leitor a erro e foi alterado. Diferentemente do que foi noticiado, não houve “pesquisa” que atestasse a hidroxicloroquina como “tratamento mais eficaz para coronavírus”.

O Conexão Política ressalta que sempre defendeu a publicação de matérias jornalísticas sem qualquer manipulação ou alteração no que tange à realidade dos fatos.

Assim, a divulgação de erratas está inserida no que acreditamos ser o modelo mais responsável para lidar com os equívocos que possam ser cometidos no jornalismo online. Assim, informamos que foram feitas as devidas correções em nossas plataformas. Ademais, nos desculpamos pelo equívoco.

Comentários

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

Política

Governador de São Paulo está em Nova York para encontros com empresários.

Mundo

Nesta terça-feira (30), a Rússia reiterou a parceria estratégica com o Brasil e comemorou a entrada do país, em janeiro de 2022, no Conselho...

Saúde

Os três pacientes, vindos da África, já tinham sido vacinados contra a Covid-19.

Saúde

Amostras foram encaminhadas para análise laboratorial.