Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Governo

Bolsonaro diz que vai vetar quarentena eleitoral para juízes e militares

Anuncio ocorreu nesta quinta, 16, durante a live semanal do presidente.

Marcos Corrêa | PR

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou, na noite desta quinta-feira, 16, que a decisão dele sobre a quarentena eleitoral para juízes e policiais militares já está tomada, caso a proposta seja aprovada pelo Congresso Nacional.

O chefe do Executivo garantiu que vai vetar a proposta. Durante a fala, ele fez questão de mencionar o caso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), apesar de não mencioná-lo nominalmente.

“Um absurdo, espero que o Senado não aprove isso daí. Se o cara sai da cadeia, pode ser candidato à Presidência da República, e você, militar da ativa, não pode ser candidato a vereador. Se passar no Senado, e acho que não passa, obviamente, a gente veta”, disse.

A proposta, segundo ele, tem o objetivo de “alijar os militares de maneira geral da política”.

Conforme noticiou o Conexão Política, na última quarta-feira (15), a Câmara inseriu novamente a emenda que prevê que juízes, integrantes do Ministério Público, policiais federais, rodoviários federais, policiais civis, guardas municipais, militares e policiais militares tenham que ficar quatro anos longe do cargo antes de concorrerem às eleições.

A pauta, contudo, ainda deve ser analisada pelo Senado Federal.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Política

Declaração ocorreu neste domingo, 24, em Brasília.

Política

Maia diz que 'orgia fiscal' do atual governo torna presidente vulnerável.

Política

Governo tem demonstrado preocupação com o aumento da pobreza no país.

Governo

Presidente informou que o veto ocorreu após pareceres de ministérios.