Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Governo

Bolsonaro revoga imposto de exportação de armas e munições

Medida vale para as Américas do Sul e Central, que estavam sujeitas a uma alíquota de 150%.

Thomas Def | Unsplash

O governo federal determinou nesta última segunda-feira (26) a retirada do imposto de exportação das armas e munições brasileiras que são vendidas para a América do Sul e a América Central, incluindo o Caribe.

O ato foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) e entra em vigor na próxima semana. A revogação do tributo é assinada pelo secretário-executivo do Ministério da Economia, Marcelo Guaranys.

A resolução foi aprovada pelo Comitê Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex), no dia 14 de julho.

Em nota oficial, a pasta informou que “a medida está alinhada à agenda governamental de redução dos custos de comércio e elimina uma distorção”. O órgão afirmou que o imposto de exportação é aplicado apenas em “casos excepcionais”.

No ano passado, em dezembro, a Camex também zerou o imposto de importação de pistolas e revólveres. A flexibilização do setor bélico foi uma das bandeiras levantadas por Jair Bolsonaro em 2018.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Economia

Desocupação no país foi a 9,8%, no mais baixo patamar desde 2016.

Economia

Estudo divulgado pelo Ipea utiliza como base os dados da Pnad Contínua, do IBGE.

Últimas

Índice diz respeito ao 1º quadrimestre do ano, num aumento de 11,3% em relação a 2021.

Congresso

Intimação foi requisitada pelos deputados Luis Miranda e Subtenente Gonzaga.

----- CLEVER ADS -----