Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Governo

Damares diz acreditar que ‘passaporte de vacinação’ será sancionado pelo governo

Temática levanta discussão sobre violação de liberdades individuais.

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, durante o lançamento da Campanha Nacional de Coleta de DNA de Familiares de Pessoas Desaparecidas.

No programa Opinião No Ar desta segunda-feira (14), o jornalista Luís Ernesto Lacombe recebeu a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves.

Na ocasião, Damares respondeu aos questionamentos sobre a atuação da pasta, além de detalhar algumas ações que estão sendo realizadas na pandemia.

Em determinado momento da entrevista, a ministra foi questionada sobre o processo de vacinação no país, incluindo o polêmico ‘passaporte sanitário’.

“Como ficam os direitos humanos e as liberdades com esse passaporte sanitário, que o Senado aprovou com 72 votos. O governo vai permitir? Qual o posicionamento?”, indagou Lacombe, ao levantar uma pergunta dos telespectadores.

Damares, na sequência, respondeu:

“Eu ainda não sei a posição do governo, mas eu acredito que não vai ser vetado”, explicou.

Segundo ela, há uma unanimidade que aponta para que o país seja submetido a um amplo plano de vacinação.

“A gente está diante de um vírus, e é unânime que vírus é [resolvido com] vacina. Tá unânime que, para se combater um vírus, tem que ser vacina”, acrescentou.

O Conexão Política entrou em contato com o Palácio do Planalto, mas ainda aguardava resposta até o fechamento desta matéria.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Governo

Pasta também determinou a redução do intervalo entre as aplicações.

Mundo

Inicialmente, país disponibilizou 15 milhões de doses para a faixa etária.

Últimas

Portaria classifica a exigência como prática discriminatória

Política

Administração municipal cruzará dados entre a folha de funcionários e o registro de doses.