Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Judiciário

Definição sobre denúncia da PGR contra Ciro Nogueira caberá a Kassio Nunes

Ministro do STF desempatará julgamento. Placar está em 2 a 2.

Fellipe Sampaio | SCO | STF

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou nesta última quinta-feira (19) para rejeitar a denúncia oferecida pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador e atual ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP-PI).

Lewandowski seguiu a divergência aberta por Gilmar Mendes. Antes disso, os ministros Edson Fachin e Cármen Lúcia já tinham votado a fim de aceitar a acusação.

Com o placar em 2 a 2, caberá ao ministro Kassio Nunes Marques, decidir se coloca ou não Ciro Nogueira no banco dos réus.

Nesse processo, o parlamentar é acusado de obstruir investigações da Operação Lava Jato ao tentar dissuadir uma testemunha a alterar depoimento prestado à Polícia Federal (PF).

Pendências

Conforme noticiado pelo Conexão Política, o líder do Centrão possui duas denúncias pendentes em tramitação na Suprema Corte.

Nogueira também responde a um terceiro inquérito ainda em andamento no Tribunal. Todos os casos são derivados da força-tarefa da Lava Jato e correm desde 2017.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Congresso

Senador é acusado de ter recebido R$ 1 milhão em propina da empresa em 2012.

Judiciário

Órgão diz que aquisição de respiradores foi considerada irregular e com sobrepreço.

Mundo

Empreiteira brasileira obteve vantagens por meio de contratos no país socialista.

Governo

De forma voluntária, advogados entregarão documentos que comprovam afastamento de offshore em 2018.