Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Judiciário

Justiça autoriza Gabriel Monteiro a fiscalizar hospitais sem aviso prévio

Vereador carioca segue proibido de portar armas e só poderá estar na companhia de um assessor.

Renan Olaz | CMRJ

Em 11 de abril, a Justiça Federal atendeu a um pedido de liminar ajuizado pelo Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (CREMERJ) e limitou o poder de investigação do vereador carioca Gabriel Monteiro (PL) em unidades hospitalares.

Na ocasião, o juiz Marcelo Barbi Gonçalves impôs diversas restrições e determinou que os atos em hospitais só poderiam acontecer mediante aviso prévio de, no mínimo, 15 dias. A pena em caso de descumprimento havia sido fixada em R$ 50 mil.

Insatisfeito, Gabriel Monteiro ingressou com recurso no Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2). Ao analisar as alegações, o desembargador Marcelo Pereira da Silva anulou parte da decisão de primeira instância e liberou o vereador para retomar as averiguações na capital fluminense.

Algumas condições, no entanto, foram mantidas. O parlamentar segue proibido de portar armas durante as inspeções e só poderá estar acompanhado de um assessor. As gravações feitas nas unidades de saúde não poderão ser divulgadas sem a autorização de terceiros.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Últimas

Em depoimento à polícia, mulher que estava no carro descartou qualquer intervenção de terceiros.

Política

Vereador carioca responde a uma ação no Conselho de Ética por quebra de decoro.

Política

Vereador registrou momento em que empresário teria oferecido propina.

Últimas

Vereador do Rio de Janeiro diz ter sido alvo de disparos de fuzil. Caso foi registrado na 29ª Delegacia Policial.