Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Judiciário

Lewandowski determina que CPI da Covid tome providências contra vazamento de dados sigilosos

Magistrado solicita garantia a ‘confidencialidade’ do material.

O senador Omar Aziz durante entrevista após a instalação da CPI da Pandemia, no Senado Federal.

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta sexta-feira (20) que o presidente da CPI da Covid, Omar Aziz, e a Corregedoria do Senado tomem providências sobre o vazamento de dados sigilosos de Mayra Pinheiro, da secretária do Ministério da Saúde.

“Diante do exposto, dou provimento parcial à presente Reclamação para determinar ao Presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito sobre a Pandemia da Covid-19, Senador Omar Aziz, que adote, no prazo de 5 (cinco) dias, providências que garantam a confidencialidade do material arrecadado mediante quebras de sigilo autorizadas pelo colegiado, comunicando-as a esta Suprema Corte,”, sustentou Lewandowski.

Ainda de acordo com o magistrado, a Corregedoria do Senado deve instaurar um procedimento investigativo caso julgue necessário.

Dentre os materiais sigilosos que vieram a público estão e-mails e, além disso, um vídeo em que Mayra ensaia para prestar depoimento à CPI.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Congresso

Cúpula do colegiado entregará parecer de Renan Calheiros ao Tribunal Penal Internacional, em Haia.

Últimas

Ministro determinou avaliação de saúde do ex-médico, condenado por diversos estupros.

Política

Vereadores apontam irregularidades na gestão do transporte público em BH.

Congresso

Grupo vai fiscalizar cumprimento de medidas indicadas no relatório.