Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Judiciário

Moraes afirma que redes sociais e internet “deram voz aos imbecis”

“Hoje qualquer um se diz especialista”, criticou o ministro durante um evento de magistrados.

Nelson Jr, | SCO | STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse neste sábado (14) que “milícias digitais” atuam para desestabilizar e descredibilizar a democracia no Brasil. Segundo ele, as mídias sociais “deram voz aos imbecis”.

As declarações foram proferidas em Salvador (BA), durante o XXIV Congresso Brasileiro de Magistrados (CBM), evento em que Moraes atuou como palestrante.

“As plataformas e a internet deram voz aos imbecis. Hoje qualquer um se diz especialista. Ou seja, veste terno, gravata, coloca painel falso de livros no fundo do vídeo e fala desde a guerra da Ucrânia até o preço da gasolina, além de atacar o Judiciário”, afirmou.

Para ele, a ação de “grupos antidemocráticos” não são desorganizadas. “Isso tem muito dinheiro envolvido”, frisou. “Essas milícias digitais produzem conteúdo falso, notícias fraudulentas, elas têm o mesmo ou mais acesso que a mídia tradicional”, acrescentou.

Alexandre de Moraes será o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nas eleições de outubro deste ano. Segundo ele, a Justiça Eleitoral “não vai se acovardar” perante ataques ao sistema democrático.

“Como não dá para atacar o povo, começaram a atacar os instrumentos que garantem a democracia”, disse, em referência ao declínio de veículos tradicionais de comunicação.

“De quatro em quatro anos temos eleições, e essas milícias digitais sabem disso. O poder Judiciário não pode e não vai se acovardar, eu tenho absoluta certeza disso”, finalizou.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Últimas

Futuro presidente do TSE falou sobre o processo eleitoral do país.

Últimas

Ministro afirma que deputado não cumpriu medidas cautelares.

Últimas

Ministro do STF determinou que o Banco Central bloqueie as contas do deputado.

Últimas

Ministro do STF citou Lei da Ficha Limpa no caso envolvendo o deputado federal.