Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Judiciário

STJ anula condenação de Moro contra Palocci, Vaccari Neto e outros

Desembargador mandou processos recomeçarem na Justiça Eleitoral.

Agência Brasil

O ministro Jesuíno Rissato, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), anulou nesta quarta-feira (1º) condenações da Operação Lava Jato de Curitiba.

A partir da medida, determinou o envio do processo de 15 réus relacionados à investigação para a Justiça Eleitoral.

João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT; Antonio Palocci, ex-ministro petista e Renato Duque, ex-diretor de Serviços da Petrobras, são uns dos beneficiados pela sentença. Além deles, os dez corréus condenados em 2017 pelo então juiz federal Sérgio Moro foram também contemplados.

Entre os condenados, estavam Marcelo Odebrecht, ex-presidente do Grupo Odebrecht, e os publicitários Monica Moura e João Santana.

“Reconheço a incompetência da Justiça Federal para processar e julgar o presente feito, declaro a nulidade de todos os atos decisórios”, afirmou Rissato na decisão.

Ainda segundo o ministro, os processos devem ser remetidos ao juízo competente, que, por critério próprio, pode ratificar os atos, se não houver prejuízo aos acusados, “em atenção aos princípios da eficiência, da duração razoável do processo e da economia processual”.

Na prática, a decisão determina que o processo recomece do zero.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Judiciário

Integrantes do STF atuariam em benefício de seus próprios postulantes, informa a Veja.

Judiciário

Mandado foi cumprido nesta manhã pela Polícia Federal.

Judiciário

Corte entendeu que processo deveria ser conduzido pelo Tribunal de Justiça.

Judiciário

Investigação apura suspeita de propina relacionada ao plano de saúde dos servidores.