Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Judiciário

Twitter e Google: ordens contra bolsonaristas são desproporcionais e podem ser censura prévia

Rede sociais se manifestaram no inquérito sigiloso que apura supostos atos antidemocráticos.

Rosinei Coutinho | SCO | STF

O Google e o Twitter afirmaram em manifestações encaminhadas ao Supremo Tribunal Federal (STF) que as decisões do ministro Alexandre de Moraes contra apoiadores do governo federal são desproporcionais e podem configurar censura prévia.

As petições foram protocoladas no âmbito do inquérito sigiloso que investiga supostos atos antidemocráticos no Dia da Independência. Nos pareceres, as Big Techs condenam a retirada de perfis bolsonaristas do ar.

O Twitter afirma que, de acordo com o Marco Civil da Internet, o correto seria que Moraes indicasse de forma clara e especifica qual é o conteúdo ilícito veiculado em vez de pedir o bloqueio global das páginas.

“Embora as operadoras do Twitter tenham dado cumprimento à ordem de bloqueio da conta indicada por vossa excelência, o Twitter Brasil respeitosamente entende que a medida pode se mostrar, data máxima vênia, desproporcional, podendo configurar-se inclusive como exemplo de censura prévia”, diz o texto.

O Google, por sua vez, argumentou que a decisão do ministro não atende a dois pontos da legislação brasileira. O primeiro seria por ser genérica e englobar o bloqueio de toda a página sem apontar qual conteúdo especificamente é ilegal.

“Ainda que o objetivo seja impedir eventuais incitações criminosas que poderiam vir a ocorrer, seria necessário apontar a ilicitude que justificaria a remoção de conteúdos já existentes”, escreveu.

O segundo ponto é que ao transferir para a Procuradoria-Geral da República (PGR) e para a Polícia Federal (PF) a prerrogativa para que determinem o que deveria ser removido, Moraes deixa de “atender o dispositivo que exige a prévia apreciação do Poder Judiciário quanto à ilicitude do conteúdo”.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Política

Petista faz parte da lista de convidados para o evento. 2 mil pessoas foram chamadas.

Judiciário

Apenas usuários que ele segue ou menciona estão autorizados a digitar nos posts.

Política

Em entrevista, ele citou a importância da ‘alternância do poder’ no regime democrático.

Economia

Bilionário disse que o montante levantado pode ser usado ​​para possível transação com o Twitter

----- CLEVER ADS -----