Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Lista completa: veja como deputados da CCJ votaram sobre impeachment de ministros do STF

Colegiado rejeitou por 1 voto proposta sobre destituição de juízes da Suprema Corte.

ccj da Camara

Conforme noticiado pelo Conexão Política, a maioria dos parlamentares da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara decidiu, nesta última quarta-feira (5), rejeitar a proposta que estabelecia a possibilidade de destituição de ministros do Supremo Federal Tribunal (STF) que usurpassem competência do Executivo e do Legislativo.

O parecer apresentado pela deputada Chris Tonietto (PSL-RJ) estabelecia, na Lei do Impeachment (1.079/50), que “usurpar competência” seria crime de responsabilidade por parte dos magistrados. O relatório, contudo, foi rejeitado por uma diferença de um voto: 33 a 32.

DEPUTADOS QUE VOTARAM CONTRA

Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), Alencar S. Braga (PT-SP), Baleia Rossi (MDB-SP), Darci de Matos (PSD-SC), Edilazio Junior (PSD-MA), Fábio Trad (PSD-MS), Félix Mendonça Jr. (PDT-BA), Fernanda Melchioma (PSOL-RS), Gervásio Maia (PSB-PB), Gleisi Hoffmann (PT-PR), Hiran Gonçalves (PP-PR), José Guimarães (PT-CE), Juarez Costa (MDB-MT), Júlio Delgado (PSB-MG), Marcelo Aro (PP-MG), Márcio Biolchi (MDB-RS), Marcos Sampaio (MDB-PI), Margarete Coelho (PP-PI), Maria do Rosário (PT-RS), Orlando Silva (PCdoB-SP), Patrus Ananias (PT-MG), Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), Paulo Teixeira (PT-SP), Pinheirinho (PP-MG), Pompeo de Mattos (PDT-RS), Rubens Bueno (Cidadania-PR), Rui Falcão (PT-SP), Samuel Moreira (PSDB-SP), Sérgio Brito (PSD-BA), Shéridan (PSDB-RR), Subtenente Gonzaga (PDT-MG), Tadeu Alencar (PSB-PE) e Túlio Gadêlha (PDT-PE).

DEPUTADOS QUE VOTARAM A FAVOR

Bia Kicis (PSL-DF), Bilac Pinto (DEM-MG), Capitão Augusto (PL-SP), Capitão Wagner (PROS-CE), Carlos Jordy (PSL-RJ), Caroline de Toni (PSL-SC), Chris Tonietto (PSL-RJ), Daniel Freitas (PSL-SC), Diego Garcia (PODE-PR), Enrico Misasi (PV-SP), Filipe Barros (PSL-PR), Genecias Noronha (SD-CE), Geninho Zuliani (DEM-SP), Gilson Marques (NOVO-SC), Giovani Cherini (PL-RS), Greyce Elias (AVANTE-MG), João Campos (Republicanos-GO), Kim Kataguiri (DEM-SP), Lafayette Andrada (Republicanos-MG), Léo Moraes (PODE-RO), Leur Lomanto Jr. (DEM-BA), Lucas Redecker (PSDB-RS), Lucas Vergílio (SD-GO), Magda Mofatto (PL-GO), Marcos Pereira (Republicanos-SP), Pastor Eurico (PATRIOTA-PE), Paulo Martins (PSC-PR), Ricardo Silva (PSB-SP), Sérgio Toledo (PL-AL), Silvio Costa Filho (Republicanos-PE), Stephanes Junior (PSD-PR) e Vitor Hugo (PSL-GO).

DEPUTADOS AUSENTES

Dagoberto Nogueira (PDT-MS), mas o suplente, Túdio Gadelha, esteve presente e votou NÃO.

Felipe Francischini (PSL-PR), mas a suplente, Chris Tonietto, esteve presente e votou SIM.

Paulo Magalhães (PSD-BA), mas o suplente, Stephanes Junior, esteve presente e votou SIM.

Wilson Santiago (PTB-PB), cujo suplente, Maurício Dziedricki, também não compareceu à sessão.

CONFIRA A ÍNTEGRA

Reprodução | Internet

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Últimas

Desconto maior de 92% da dívida valerá para 548 mil contratos

Congresso

Trata-se da maior conta entre as principais despesas da Casa Legislativa.

Governo

Desde 2019, atual chefe do Executivo já foi alvo de 143 processos, uma média de 47,6 por ano.

Economia

Mercado financeiro espera por nova alta da Selic para 9,25% ao ano.