Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Mais eleitores se declaram à direita do que à esquerda, aponta pesquisa do Senado

Conforme o levantamento, cresceu o número de pessoas que não se classificam “nem de direita, nem de esquerda, nem de centro”.

Isac Nóbrega | PR

No Brasil, mais pessoas se declaram de direita do que de esquerda. É o que mostra um levantamento da pesquisa Panorama Político, realizado pelo Senado Federal.

No cenário atual, segundo os dados, 21% dos eleitores no país se declaram de direita. O número é praticamente o dobro dos que dizem ser de esquerda, 11%.

Apesar disso, a consulta sinaliza que o maior grupo ainda não se identifica com nenhum dos lados da polarização. Outro fator que chama a atenção é o chamado ‘centrão’. Tido como bloco da ‘terceira via’, esse lado não herdou números significativos entre aqueles que não se identificam com os dois principais polos.

Realizada em dezembro do ano passado, ouvindo 5.850 entrevistados pelo Instituto DataSenado, a mais recente sondagem foi divulgada neste último sábado (14), apontando uma disparada expressiva daqueles que não se classificam “nem de direita, nem de esquerda, nem de centro”. O então grupo passou de 50% para 55%, entre a listagem anterior e a mais atual.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Política

Ao falar sobre viés político no jornalismo, o comunicador disse que ‘todo mundo era de esquerda’ nos locais onde ele trabalhou.

Política

Oposição incisiva contra o conservadorismo é o principal objetivo do lulopetismo em 2022.

Mundo

"Obviamente, a esquerda internacional fará tudo o que puder, provavelmente ainda mais, para mudar o governo aqui na Hungria", declarou.

Mundo

'Renascimento europeu' deve ser pautado em valores cristãos.