Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

TCU prepara novo bombardeio contra Moro e a Alvarez & Marsal, diz site

Em março, tribunal juntou representação sobre ‘práticas ilegítimas’ e aprofundou investigações contra o ex-juiz.

Tânia Rêgo | Agência Brasil

O Tribunal de Contas da União (TCU) continua avançando sobre as relações de Sergio Moro (União Brasil) com a Alvarez & Marsal, consultoria especializada em reestruturação de empresas em dificuldades financeiras, além de atuar em gestão de crises na administração judicial de companhias em recuperação judicial ou em processos de segmentos que já decretaram falência.

O tribunal descobriu, segundo informações da revista Veja, “negócios da consultoria no setor de energia nuclear, também na mira da Lava-Jato nos tempos de Moro”. De acordo com a matéria, uma nova leva de ações da Corte está no forno.

Ainda segundo a Veja, diante de um cruzamento de dados, o TCU chegou a um “amigo de Moro que, conforme a matéria, estaria fazendo negócios com a consultoria. Com isso, a expectativa é de uma nova quebra de sigilos para consolidar uma investigação ainda mais detalhada.

Pré-candidato ao pleito eleitoral deste ano, Sergio Moro segue sem ter a certeza do seu futuro político.

Eleições 2022

Na semana passada, conforme registramos, a bancada do União Brasil anunciou o nome do presidente do partido, Luciano Bivar (PE), como pré-candidato à Presidência da República. A escolha ocorreu poucos dias após a filiação de Sergio Moro à sigla.

Moro, apesar de descartado, acreditava na possibilidade de reverter o pensamento de caciques da legenda, mas os diálogos não apresentaram bons resultados.

A indicação em favor de Bivar foi unânime entre as lideranças da sigla e foi referendada pela Executiva Nacional na última quinta-feira (14).

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Política

Justiça Eleitoral barrou a transferência do domicílio do ex-juiz para São Paulo.

Judiciário

O recurso acolhido é do Partido dos Trabalhadores (PT).

Política

O ex-juiz e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, não deve ter como opções de voto à Presidência da República os nomes...

Últimas

Emissora ainda tentou recorrer, mas não obteve êxito.