Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

TCU identifica 350 mil pessoas que receberam auxílio irregularmente

O valor pago é estimado em R$ 100 milhões.

Saulo | Flickr

O Tribunal de Contas da União (TCU) informou que uma auditoria identificou indícios de recebimento indevido do Auxílio Emergencial por 350 mil pessoas. O valor pago é estimado em R$ 100 milhões. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (6), por meio do acórdão da auditoria.

Ao analisar a folha de pagamento de abril a julho deste ano, a equipe de fiscalização encontrou casos de beneficiários que receberam o auxílio e possuíam emprego formal em órgão público; que recebiam algum benefício da Previdência Social; outro tipo de auxílio do governo, além de situações envolvendo empresários e pessoas com CPF irregular.

A partir de agora, os órgãos responsáveis pelo repasse serão comunicados para revisar os cadastros de benefícios. O pagamento do auxílio foi encerrado no mês passado, quando os inscritos no CadÚnico foram transferidos para o Auxílio Brasil, novo programa social do governo federal.

Na semana passada, o Ministério da Cidadania começou a enviar mensagens de celular orientando a devolução voluntária de recursos recebidos indevidamente do auxílio emergencial. Foi o terceiro lote a ser enviado este ano e 625 mil pessoas receberão.

Comentários

FALE COMIGO: davy@conexaopolitica.com.br — chefe de redação do Conexão Política e natural do Rio de Janeiro (RJ).

Judiciário

Ministro Bruno Dantas vai avaliar se encaminha a solicitação ao Banco Central.

Judiciário

Programa teria como foco a 'prevenção, resgate e manutenção da saúde de autoridades e servidores' da Corte.

Judiciário

Caberá aos profissionais prestar 'assistência fisioterapêutica, individual ou coletiva'.

Judiciário

Ex-juiz contesta decisão e diz que não houve enriquecimento ilícito.