Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Judiciário

Cármen Lúcia determina que PGR se manifeste sobre pedidos de investigação contra Salles

Um dos pedidos de investigação foi apresentado por um delegado federal.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, participa do almoço-debate promovido pelo Grupo de Líderes Empresariais - LIDE, no hotel Grand Hyatt.

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifeste sobre dois pedidos de investigação contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Conforme antecipou o Conexão Política no início deste mês, os pedidos foram apresentados por Alexandre Saraiva, ex-superintendente da Polícia Federal (PF) no Amazonas, e pelo PDT.

Salles é acusado de agir em favor de madeireiros ilegais na maior apreensão de madeira nativa do País, ocorrida em dezembro do ano passado, no Pará.

Além disso, o ministro é acusado de atrapalhar as investigações da mesma.

De acordo com a ministra do Supremo, os fatos narrados são de ‘gravidade incontestável’, além de implicar um “tema de significação maior para a vida saudável do planeta, como é a questão ambiental”.

“Pelo exposto, nos termos do inc. XV do art. 21 do Regimento Interno do Supremo Tribunal Federal, determino que seja a presente petição encaminhada para manifestação da Procuradoria-Geral da República”, diz trecho da decisão de Cármen Lúcia.

Cabe à PGR decidir a respeito da abertura de uma investigação formal sobre o caso.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Judiciário

PGR foi a Tabatinga, onde participou de reuniões sobre o caso Bruno Pereira e Dom Phillips.

Judiciário

Na ação, deputado do PT alega que Allan dos Santos esteve em evento de apoio ao presidente.

Últimas

Procurador-geral não discutiu o mérito da questão, apenas alegou duplicidade de procedimentos.

Política

Presidente recorreu à PGR após ação ser rejeitada pelo Supremo.