Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Últimas

CPI da Lava Toga alcança 27 assinaturas e já pode ser protolocada

O novo requerimento para solicitar a criação de uma comissão parlamentar de inquérito para investigar os tribunais superiores (CPI da Lava Toga) acaba de alcançar 27 assinaturas.

Os senadores Elmano Férrer (PODE/PI) e Roberto Rocha (PSDB/MA) garantiram apoio à proposta.

Na primeira tentativa, no início de fevereiro, três parlamentares retiraram as suas assinaturas, fazendo com que o requerimento perdesse o número mínimo necessário.

No requerimento, o senador Alessandro Vieira (PPS-SE) lista 13 fatos envolvendo ministros de cortes superioras que ele considera determinantes para justificar a organização de uma comissão de inquérito.

Entre eles estão casos de juízes atuando em processos para os quais deveriam se declarar suspeitos ou impedidos; exercendo atividade comercial simultânea à atuação na magistratura; recebendo dinheiro por palestras para escritórios de advocacia; revertendo liminares em “tempo recorde”; incorrendo em “uso abusivo” de pedidos de vista; e até recebendo propina, entre outras atividades consideradas contestáveis.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Judiciário

Desembargador mandou processos recomeçarem na Justiça Eleitoral.

Política

Entusiasta do isolamento, Barroso participou do encerramento de um evento jurídico.

Congresso

Cúpula do colegiado entregará parecer de Renan Calheiros ao Tribunal Penal Internacional, em Haia.

Judiciário

Chapa havia sido condenada por abuso de poder político em 2018.