Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Supremo mantém decisão de Fachin e deixa Lula apto para disputar eleição de 2022

O plenário julgou recurso apresentado pela PGR, que contestou a decisão que anulou as condenações de ex-presidente.

José Cruz | Agência Brasil
José Cruz | Agência Brasil

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria e acatou a decisão do ministro Edson Fachin, anulando todas as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no âmbito da Operação Lava Jato.

Por 8 votos a 3, o placar para manteve o entendimento pela incompetência de Curitiba nas condenações do ex-presidente.

O relator, ministro Edson Fachin, votou para manter a decisão anterior de anular as condenações. Segundo ele, a 13ª Vara de Curitiba não é o ‘juízo universal’ de fatos ligados à Lava Jato.

Segundo Fachin, a conduta atribuída a Lula “não era restrita à Petrobras, mas à extensa gama de órgãos públicos em que era possível o alcance dos objetivos políticos e financeiros espúrios”.

O ministro foi seguido por Alexandre de Moraes, Rosa Weber, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia e Luís Roberto Barroso.

Para o magistrado, os casos envolvendo o ex-presidente não têm relação com a Petrobras. Sendo assim, não deveriam ter tramitado na Justiça Federal do Paraná, responsável por julgamentos da operação Lava Jato.

Na mesma decisão, Fachin determinou que as ações fossem destinadas à Justiça Federal do Distrito Federal.

“O assunto que está sendo julgado é um dos mais importantes, qual seja, o juiz natural. Todos têm o direito de ter um julgamento de acordo com o juiz natural adequado”, disse o ministro Moraes.

Rejeitado o recurso, as anulações das condenações permanecem mantidas, e Lula segue elegível.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Política

Levantamento foi realizado pelo Paraná Pesquisas.

Política

Segundo ele, documento apontava detalhes de financiamento ilegal em favor de políticos do partido.

Política

Os dois principais nomes aparecem isoladamente na liderança da corrida ao Planalto.

Política

Encontro acontecerá na capital paulista no dia 3 de julho.

----- CLEVER ADS -----